compartilhar

HOME OFFICE: Liberação de "teletrabalho" para servidores do GDF começa pelo Detran

Regulamentação complexa

Uma das medidas estudadas pelo governo para reduzir os gastos públicos é liberar o teletrabalho ou home office – modalidade em que o servidor público cumpre suas atividades em casa.

 

 

A possibilidade surgiu em setembro do ano passado, quando o GDF lançou um pacote para controlar as despesas mas, até agora, não havia saído do papel. Ontem, o Departamento de Trânsito do Distrito Federal publicou regras de um projeto-piloto que prevê a autorização para o home office de servidores do órgão.

Resultado de imagem para home office gdf BRASILIA

Quem trabalhar a distância terá que cumprir metas de desempenho 15% superiores àquelas previstas. O limite máximo de servidores em teletrabalho no projeto-piloto é de 30% por unidade.

 

Segundo o Detran, as finalidades da medida são aumentar a produtividade e a qualidade do trabalho dos servidores, promover formas de motivar e comprometer os funcionários, economizar tempo e custo de deslocamento, além de possibilitar a melhoria da qualidade de vida das equipes do departamento.

 

Servidores que desempenham suas atividades no atendimento ao público externo e interno, ocupantes de funções comissionadas ou de cargos de chefia não poderão trabalhar em casa.

 

Regulamentação complexa

A Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão informou que, hoje, ainda não há nenhum servidor público do GDF trabalhando em casa. De acordo com a pasta, a adoção do home office em todos os órgãos do governo é complexa, exige estudos e regulamentação.

 

“A viabilidade do teletrabalho para os servidores do GDF está sendo estudada no âmbito do Centro Administrativo do Governo local, especialmente em razão da economia que essa modalidade pode trazer”. Ou seja: se implementado, o teletrabalho deverá ser prerrogativa, inicialmente, de trabalhadores das pastas que se mudarem para o Centrad, em Taguatinga.

 

O Judiciário já adotou a modalidade de trabalho a distância e servidores de tribunais estaduais, federais e superiores podem desempenhar suas atividades sem sair de casa. No TJDF, a resolução que definiu as regras para o teletrabalho foram publicadas em agosto do ano passado. Tramita no Congresso Nacional um projeto de lei que regulamenta o trabalho a distância para os servidores do Executivo federal. A proposta teve relatório favorável na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).(*Por:Helena Mader)

 

Fonte: *Via CBPoder/Clipping

COMENTÁRIOS