compartilhar

O POVO TA CHIANDO: Reajuste da tarifa de ônibus e de metrô será alvo de ação na Justiça

Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) entrará com um processo na próxima semana. População organiza protestos contra o aumento das passagens

Nesta sexta-feira (30/12), o anúncio do aumento das tarifas de ônibus e de metrô na Grande Brasilia a partir da próxima segunda-feira (2/1) veio como um balde de água fria para os brasilienses que dependem do transporte público.


A notícia também incomodou os parlamentares da bancada do DF na Câmara dos Deputados e, agora, poderá ser alvo de processo na Justiça.

O Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) entrará com uma ação contra o reajuste das passagens pelo GDF na próxima semana.


“Tivemos decisões favoráveis em outros estados na luta contra os aumentos tarifários e acreditamos que conseguiremos reverter essa resolução imposta pelo GDF”, apontou o secretário-geral do PSOL no Distrito Federal, Fábio Félix.


Além da judicialização, a militância do partido foi convocada para ir às ruas manifestar repúdio ao reajuste apresentado pela Secretaria de Mobilidade. “Vamos suspender as festas e lutar”, conclui Fábio.

A imagem pode conter: 1 pessoa

Neste sábado (31/12), a população da capital federal organiza um protesto próximo à Rodoviária do Plano Piloto a partir das 17h. Nas redes sociais, o Movimento Passe Livre chamou os brasilienses para o ato e, até a publicação desta matéria, cerca de 2,3 mil pessoas confirmaram presença no evento criado pelos brasilienses. Outras manifestações se desenrolarão durante a próxima semana.

Novos valoresDaniel Ferreira/Metrópoles
Sobem de R$ 2,25 para R$ 2,50 as linhas circulares internas; de R$ 3 para R$ 3,50 as de ligação curta; e de R$ 4 para R$ 5 as viagens de longa distância e integração e as de metrô. O reajuste chega a 25%, no caso das passagens do metrô e das linhas de longa distância.


O índice está bem acima da inflação acumulada entre setembro de 2015 e novembro deste ano (último porcentual divulgado pelo IBGE). No período, o IPCA brasiliense ficou em 7,69%.


 

Mobilização política
O deputado federal Izalci Lucas (PSDB) prometeu enviar, na segunda-feira (2/1), um ofício de pedido de informação para que o governador Rodrigo Rollemberg (PSB) justifique o acréscimo no preço das passagens.

Na sexta-feira (30), Izalci também usou as redes sociais para questionar o aumento nas tarifas, que caracterizou de “tapa na cara dos brasilienses” e criticou o estado do transporte público da capital. “Brasília infelizmente tem um transporte público cada vez pior e agora mais caro”, disse.

 

Fonte: *Via Metropole/Clipping

COMENTÁRIOS