compartilhar

ONDE ESTÃO OS BARÕES DA DROGA?: Enquanto a Polícia brinca de prender traficantes pés-de-chinelo

Novos ricos surgem da noite para o dia

Por Raymundo Duarte


Dos 10 bilhões de dólares que o tráfico de drogas movimenta por ano no Brasil, 10% têm origem no Distrito Federal.

 

Não é crível, portanto, que os responsáveis por essa movimentação sejam os flanelinhas e vendedores de churrasco de gato das entrequadras do Plano Piloto e cidades-satélites de Brasilia.

 

Novos ricos surgem da noite para o dia, exibindo carrões e frequentando colunas sociais.

A hipocrisia social os expõe como empreendedores, comerciantes, construtores e promotores de eventos.

 Imagem relacionada

Chegam a ganhar título de midas: onde põem a mão, tudo vira ouro e se expande milagrosamente.

 

O ramo do ensino também é promissor, mas é preciso diversificar e o educador também vira lobista de empresas aéreas, lutando para baixar o imposto cobrado sobre o combustível da aviação.

 

Outros investem em tíquete-alimentação e ainda posam ao lado das principais autoridades do Estado.

 

Há investimentos em hotéis populares, espalhando verdadeiros esconderijos pelas periferias.

 

Lojas vivem às moscas em shopping-centers, mas quem se importa?

 

Comida de boteco faz a alegria de boêmios e suas acompanhantes, mostrando que a crise não chegou a esse segmento.

 

Um cidadão que vivia pedindo lanche aos companheiros de movimento sindical começa a despontar no comércio de bares e restaurantes, batendo todos os recordes, e ninguém questiona como isso aconteceu.

 

As lojas de vinho mudam de mãos, mas os donos são os mesmos.

 

Enquanto a Polícia brinca de prender traficantes pés-de-chinelo, enxugando gelo, a cidade festeja o seu modo de vida.

 

Viva a Ilha da Fantasia!

 

COMENTÁRIOS