compartilhar

VACINAS: GDF quer imunizar 41 mil meninos contra HPV na Grande Brasilia em 2017

Secretaria de Saúde recebeu 27 mil doses a mais da vacina para atender meninos e meninas. Medida prevê diminuição do câncer de pênis e colo de útero.

O Governo do Distrito Federal pretende vacinar 41 mil jovens entre 12 e 13 anos contra o HPV neste ano.

As vacinas já estão disponíveis pela rede pública local. Até janeiro deste ano, a distribuição gratuita da vacina era feita apenas para meninas entre 9 e 14 anos.


O GDF recebeu 27 mil doses para vacinação, o que segundo a Secretaria de Saúde é suficiente para imunizar nos próximos sete meses os jovens nas faixa etárias delimitadas. "Ainda há doses em estoque e o reabastecimento é feito periodicamente, a cade três meses", afirmou a assessoria.


A meta do governo federal é de até 2020 atender também meninos de 9 a 13 anos. A medida anunciada em outubro de 2016 e lançada nesta terça (3) é uma prevenção contra o câncer de pênis, garganta, ânus e verrugas genitais, problemas relacionados ao vírus HPV, além de ser mais uma medida para prevenção do câncer de colo de útero.


De acordo com estudos da Saúde, a medida contribui para a diminuição do câncer de colo do útero e vulva das mulheres, já que isso possibilita a diminuição da circulação do vírus na população.


“Quando eles estiverem na fase sexualmente ativa, será evitada a transmissão do HPV”, afirmou a gerente de Vigilância Epidemiológica e Imunização da Secretaria de Saúde, Olga Maíra Machado Rodrigues.


A vacinação contra HPV para meninos também é usada nos Estados Unidos, Austrália, Áustria, Israel, Porto Rico e Panamá.

A inclusão dos meninos na vacinação contra HPV segue a recomendação de sociedades médicas brasileiras como a Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm) e a Sociedade Brasileira de Pediatria.

Aparelho que irá realizar o exame de HPV gratuito no DF (Foto: Secretária de Saúde/Divulgação)


Aparelho que irá realizar o exame de HPV gratuito


 

Exame gratuito de HPV

 

Também nesta semana, o GDF anunciou que o Laboratório Central de Saúde Pública passará a oferecer o diagnóstico gratuito de HPV a partir de fevereiro, com base em exames de sangue. Na rede particular, o diagnóstico pode variar de R$ 800 a R$ 900.


A empresa Biotécnica foi escolhida por licitação para fornecer kits de exames. Os recursos gastos para aquisição dos equipamentos estão previstos no orçamento da Subsecretaria de Vigilância à Saúde, de acordo com o governo.


Com o diagnóstico, o GDF afirma que será possível determinar qual é a incidência do vírus e a sua relação com casos de câncer cervical no DF. O teste de laboratório também poderá ajudar a reduzir a taxa de mortalidade da doença e oferecer acompanhamento sobre a efetividade da vacinação contra o vírus.

 

Fonte: *Via G1/Clipping

COMENTÁRIOS