compartilhar

METODOLOGIA CIENTÍFICA: Polícia Civil inaugura prédio mais moderno para o Instituto de Identificação

Melhorias na estrutura, que abriga 205 peritos, incluem novos laboratórios

Com foco na modernização, a nova sede do Instituto de Identificação da Polícia Civil  foi inaugurada nesta terça-feira (14), no complexo da corporação, no Sudoeste.

 

Os 205 peritos do setor usam procedimentos embasados em metodologia científica para fins de identificação humana e reconhecimento de autoria dos crimes.

O Instituto de Identificação da Polícia Civil do Distrito Federal foi inaugurada nesta terça-feira (14). Os peritos usam procedimentos embasados em metodologia científica para fins de identificação humana e reconhecimento de autoria dos crimes.

O Instituto de Identificação da Polícia Civil  foi inaugurado nesta terça-feira (14). Peritos usam procedimentos embasados em metodologia científica para fins de identificação humana e reconhecimento de autoria dos crimes.


Na cerimônia, o governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, destacou o quanto a novidade ajudará no trabalho dos profissionais. “Com essa estrutura, os policiais prestarão um serviço ainda mais eficaz para a população brasiliense.”


Durante visita pelas instalações, o governador foi convidado a colocar o polegar direito na máquina de identificação. De imediato, diversos dados referentes a Rodrigo Rollemberg apareceram na tela.


O chefe do Executivo ressaltou que, no ano passado, todos os agentes e escrivães aprovados em concurso foram nomeados. Além disso, em novembro, foram nomeados 27 delegados, seis médicos-legistas e 40 papiloscopistas. “Nas próximas semanas, definiremos um cronograma para chamar os demais”, acrescentou.


Investimento em tecnologia no Instituto de Identificação

As reformas nos dois pavimentos do Instituto de Identificação, em uma área de 3.438,04 metros quadrados, custaram R$ 4.511.230,73, com verba da Polícia Civil.

A obra, iniciada em agosto de 2013 e finalizada em outubro do ano passado, incluiu a construção de um laboratório de alta tecnologia, com 593,83 metros quadrados. Os espaços do prédio foram pensados para acolher o público e evitar novas ocorrências. A sala para a confecção de retrato falado, por exemplo, é totalmente individualizada e tem banheiro próprio. Também foram construídas entradas separadas para o público comum e para os custodiados.


De acordo com a secretária da Segurança Pública e da Paz Social, Márcia de Alencar Araújo, a melhoria é uma forma de mostrar que o governo está atento às questões que envolvem a valorização da categoria.

A equipe do instituto também é responsável pela emissão das carteiras de identidade. Em 2016, foram emitidos 211.972 documentos. Em janeiro deste ano, o número foi de 22.157.

 

COMENTÁRIOS