compartilhar

HMIB: Falta de combustível suspende cirurgias em maior hospital infantil público da capital federal

Direção não tem previsão de quando procedimentos serão retomados. Situação afeta apenas cirurgias agendadas, diz Secretaria de Saúde.

O Hospital Materno-Infantil de Brasília (HMIB) suspendeu as cirurgias eletivas – agendadas – pois a lavanderia do local não está operando por falta de combustível.

 

Segundo a Secretaria de Saúde, a situação ocorre há pelo menos uma semana, sem afetar os procedimentos emergenciais.


A pasta informou ainda que a lavanderia está com a capacidade de produção reduzida, devido à falta de óleo na caldeira por falta de pagamento.

 

Contratualmente, a empresa Papagaio Diesel não pode interromper o serviço prestado nas unidades da rede pública de saúde. A pasta diz que não há faturas pendentes do ano corrente, mas ainda existem pendências de 2016.


De acordo com uma paciente, na manhã de terça, ao entrar em contato com o hospital para saber quando poderia ser internada para fazer uma operação, recebeu a informação que as cirurgias foram canceladas por falta de material utilizado nos procedimentos.

 

"Eu estou a 4 anos esperando para fazer uma histerectomia [remoção total ou parcial do útero] e quando consigo a resposta é está!!", indignou a paciente.

 

 

Sem solução

 

Esta é a segunda vez que o HMIB tem problemas na lavanderia em 2017. No começo de janeiro, o centro obstétrico suspendeu os partos por falta de abastecimento nas caldeiras. O governo do Distrito Federal não havia pago uma dívida de R$ 200 mil com o fornecedor, referente às faturas de outubro e novembro do ano passado.

 

Fonte: *Via G1/Clipping

COMENTÁRIOS