compartilhar

MOBILIZAÇÃO: Petição pública pede afastamento de deputados distritais investigados na Operação Drácon

Até o fim desta segunda-feira (27/2), 102 pessoas tinham assinado o documento eletrônico

A sociedade civil organiza uma petição pública para pedir o afastamento dos deputados distritais envolvidos na Operação Drácon.

 

O documento foi ao ar, em um site especializado no tema, no último domingo (26/2). Até as 20h45 de terça-feira (28) tinha 115 assinaturas. Os parlamentares investigados por participar de um suposto esquema de pagamento de propina com emendas da Saúde são Bispo Renato (PR), Celina Leão (PPS), Julio Cesar (PRB), Cristiano Araújo (PSD) e Raimundo Ribeiro (PPS).

Imagem relacionada
Na petição popular, integrantes do movimento Resgatar Brasília alegam que as denúncias contra os parlamentares são gravíssimas e que os deputados não estão preocupados com a população, “mas sim com interesses próprios e escusos”. “Ante a demora dos organismos competentes em se tomar providências, nós, do 'Resgatar Brasília', oferecemos esta petição”, afirma e entidade.
 

O inquérito gerado após a operação é analisado no Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDF). Caso a denúncia do Ministério Público seja aceita, os parlamentares serão julgados pelo Conselho Especial da Corte.

Quem não tem foro privilegiado, como Alexandre Braga Cerqueira, ex-secretário executivo da 3ª Secretaria; Valério Neves, ex-secretário-geral da CLDF; e Ricardo Cardoso, ex-diretor do Fundo de Saúde do DF, terão os casos analisados em primeira instância.

 

Fonte: *Via Metropole/Clipping

COMENTÁRIOS