compartilhar

SER O QUE NÃO ERA PARA DELINQUIR: Estelionatária que cumpria regime semiaberto é presa pelo mesmo crime

Polícia prende mulher que aplicava golpes se fingindo de servidora pública.Cristiane de Jesus Santos, 49 anos, aproveitava o período que podia sair da cadeia para trabalhar para aplicar golpes em vítimas

Policiais da Corf prenderam, na manhã deste domingo (5), Cristiane de Jesus Santos, de 49 anos. Ela já havia sido investigada em 9 inquéritos policiais e se encontrava em regime semiaberto de cumprimento de pena, em virtude de uma condenação por estelionato.

 

Mas, nas horas em que tinha autorização para sair do presídio, em vez de trabalhar, aproveitava para praticar golpes. Contra ela haviam vários mandados de busca e apreensão e de prisão preventiva.

Segundo apurações policiais, algumas vezes ela se apresentava comi servidora do Ministério das Relações Exteriores, dizendo às vítimas que conseguiria empregos, mas tinha receber cópias de documentos pessoais e pagar quantias em dinheiro. Outras vezes, se passava por servidora de um órgão vinculado à Receita Federal e afirmava ter facilidades na aquisição de bens a serem leiloados. Para participar dos leilões, ela pedia cópias de documentos pessoais das vítimas e valores dos supostos pagamentos dos lotes a serem leiloados.

Divulgação/PCDF

Além de lesar as vítimas com o recebimento dos valores, Cristiane também utilizava os dados pessoais das vítimas para praticar outras fraudes, como abrir contas bancárias, efetuar empréstimos e financiamentos. Na busca realizada neste domingo foram achados carteiras de identidade falsas, objetos para a falsificação de documentos, cópias de documentos de terceiros, documentos bancários em nome de terceiros, além de R$ 4,7 mil em espécie.

 

Conforme apurado, nos últimos quatro meses, com os golpes praticados, a autora lucrou aproximadamente R$ 20 mil. Apos a prisão, autora foi recolhida para a carceragem da DCCP.

 

Fonte: *Via JBr/Clipping

COMENTÁRIOS