compartilhar

HOSPITAL MATERNO INFANTIL: Saúde confirma morte de bebê infectado por bactéria no HMIB

Um óbito segue em investigação e outro tem suspeita não confirmada de contaminação., segundo a Secretaria. Parte do atendimento foi suspensa

O resultado do exame de sangue confirmou que a causa do óbito de um dos bebês internados na UTI neonatal do Hospital Materno Infantil de Brasília (HMIB) tem relação com a presença da bactéria multirresistente Serratia.

Um óbito segue em investigação e outro tem suspeita não confirmada de contaminação.


Desde as 13h de quarta-feira (8/3), o atendimento no Centro Obstétrico do HMIB está restrito a casos emergenciais (parto com data prevista, sangramentos, período expulsivo e abortamentos).

As demandas emergenciais, inclusive as cirúrgicas, serão mantidas no hospital, que é referência na rede na especialidade de cirurgia pediátrica.


Um Plano de Contingenciamento interno para o Centro Obstétrico e UTI Neonatal do HMIB, com o objetivo de minimizar os riscos de contaminação por bactéria multirresistente, foi elaborado. Os 33 bebês que estavam internados no local foram isolados.


 

A direção da unidade, ao tomar conhecimento do fato, afirmou que adotou todas as medidas de precaução de controle: restrição de internações, separação de equipes para atendimento aos bebês isolados, redirecionamento de partos para outras unidades de saúde, utilização de capotes e luvas pelos profissionais responsáveis pelo atendimento aos bebês internados.

Até domingo (13), atendimentos de baixo risco serão direcionados para as unidades de ginecologia e obstetrícia dos Hospitais da Região Leste (Paranoá), da Asa Norte e de Samambaia. Atendimentos de alto risco serão encaminhados às unidades de ginecologia e obstetrícia dos Hospitais Regionais de Taguatinga e Samambaia, além do Hospital Universitário de Brasília (HUB).

O Alojamento Conjunto (Alcon) e a Policlínica do Hmib continuarão funcionando normalmente. No Hmib será fixada escala da ginecologia e obstetrícia com dois profissionais médicos por turno de plantão, para atendimento aos casos emergenciais. Profissionais excedentes desta escala no Hmib vão reforçar o atendimento em outras unidades.

 

Fonte: *Via Metropole/Clipping

COMENTÁRIOS