compartilhar

CONCORRÊNCIA: Postos de combustíveis da Grande Brasília fazem promoção para pagamento à vista

Litro de gasolina pode custar até R$ 0,42 a mais para quem optar pelo pagamento no cartão de crédito

Quem tem dinheiro no bolso ou no banco está conseguindo um bom desconto quando vai abastecer o carro. Vários postos de combustíveis de todo o Distrito Federal estão fazendo promoção no preço da gasolina para os clientes que pagarem pelo produto à vista ou no cartão de débito. Se a opção for o de crédito, o valor do litro pode custar até R$ 0,42 a mais.

No Guará, o menor preço para quem paga em dinheiro ou no débito é encontrado na Quadra 4. Por lá, a gasolina comum mais em conta sai a R$ 3,41 o litro, enquanto que, no crédito, o custo é de R$ 3,59. Segundo os funcionários do local, a promoção para pagamentos à vista começou a valer há quatro dias. Desde então, o movimento aumentou consideravelmente. A fila de carros no fim de semana era grande.

“Estou esperando já tem uns 15 minutos e disposta a ficar até meia hora para abastecer por esse valor” garantiu a técnica em enfermagem Lúcia Helena Souza, nesta segunda (20/3). Já a professora Dea Vilela explicou que só resolveu esperar para encher o tanque porque estava do lado de casa. Segundo ela, às vezes, a economia de centavos não compensa o tempo perdido em grandes filas.

 

Nos postos da Estrada Parque Indústria e Abastecimento (Epia), sentido Gama, o litro da gasolina no pagamento em dinheiro ou no cartão de débito sai por R$ 3,49. No crédito, o valor a ser desembolsado é R$ 3,65. Em outras regiões do DF, a diferença varia ainda mais de acordo com a forma de pagamento escolhida pelo cliente.

Nos postos da entrada da Candangolândia, o pagamento à vista garante R$ 0,20 de desconto – o litro sai por R$ 3,49 no débito ou no dinheiro. No entanto, a diferença maior é encontrada na L4 Sul, próximo ao Shopping Pier 21. No posto instalado na região, o valor do litro no pagamento com o cartão de crédito é salgado: R$ 3,89. Já à vista, a mesma quantidade de gasolina custa R$ 3,47, uma diferença de quase 12%.

Desconto na lei
Publicada no fim de 2016, a Medida Provisória 764 prevê descontos nos pagamentos à vista em estabelecimentos de todo o Brasil. A MP veio no pacote do governo federal para tentar impulsionar a economia. Apesar de ser comum em parte do varejo brasileiro, o abatimento nas compras com dinheiro ou no débito era proibida pela legislação.

 

Fonte: *Via Metropole/Clipping

COMENTÁRIOS