compartilhar

SEM LICENÇA: Após acidente em circo na Asa Norte, Agefis interdita "Le Cirque" no Eixo Monumental

Lona foi montada a cerca de 2 quilômetros de um dos prédios do órgão de fiscalização na cidade. Companhia francesa foi multada em R$ 46 mil. Estreia está marcada para sexta-feira.

A Agefis, responsável pela fiscalização de atividades urbanas no Distrito Federal, interditou nesta quarta-feira (29) um circo instalado no centro da cidade por falta de licença de funcionamento. Os responsáveis foram multados em R$ 46,2 mil.


A interdição do Le Cirque Amar ocorre dois dias depois de uma outra tenda de circo cair na Asa Norte. O acidente matou um adolescente de 17 anos que trabalhava na montagem da lona. A estrutura, que havia passado por vistoria, desabou com o vento e chuva fortes.


O circo "Le Cirque Amar" começou a ser armado no estacionamento do Ginásio Nilson Nelson, no Eixo Monumental, na quinta-feira passada. O local fica ao lado de um dos prédios da Agefis. Apesar da proximidade, nada impediu que ele fosse levantado.

“Qualquer evento em área pública precisa de licença. Caso volte a funcionar sem a devida autorização, será multado em dobro. Com a licença de funcionamento expedida, o circo poderá realizar seus espetáculos imediatamente”, diz a nota do órgão.

Licenças de funcionamento são gratuitas e expedidas pela administrações regionais da Grande Brasília. Para obtê-las, os organizadores de eventos devem cumprir requisitos prévios de segurança e de viabilidade da instalação de atividades nos locais disponíveis.

A companhia de origem francesa tem artistas de 28 nacionalidades diferentes e tem previsão para estrear o show em Brasília na sexta. A tenda tem capacidade para acomodar 1,2 mil pessoas. Os ingressos variam de R$ 20 a R$ 60.

Resultado de imagem para le cirque amar brasilia

 

Fonte: *Via G1/Clipping

COMENTÁRIOS