compartilhar

HOSPITAL DE APOIO: Dedicação e integração da equipe tornam o trabalho da unidade de saúde púbica diferenciado

São 23 anos de atendimento completados nesta quinta-feira (30)

O Hospital de Apoio de Brasília (HAB) completa, nesta quinta-feira (30), 23 anos de serviços prestados à população do Distrito Federal desde sua inauguração, em 1994.

 

Reconhecido recentemente como Serviço de Referência em Doenças Raras, a unidade é considerada pelos servidores como um local de atendimento diferenciado dos demais que compõem a rede pública de saúde da capital.

 

Para Maria Cristina Scandiuzzi, diretora de Atenção à Saúde da unidade, a palavra que melhor descreve o HAB é dedicação. "Temos amor pelo que fazemos. É este sentimento que, em nós, gera motivação e prazer em prestar um atendimento de qualidade e excelência para nossos pacientes", descreve a gestora, ao comentar sobre o clima diário de trabalho na instituição.

 

Maria Cristina tem 24 anos de serviços prestados à Secretaria de Saúde e conta que o primeiro local em que trabalhou na rede foi o Hospital de Apoio. "Há um ano retornei ao hospital para trabalhar na área de gestão e, desde então, temos somado muitas conquistas que tornam este lugar ainda mais especial e destacado dos demais da rede".

 

O motorista José Rita da Costa completará, juntamente com o HAB, 23 anos de trabalhos dedicados exclusivamente à unidade. Ele conta que, neste período, apareceram outras oportunidades de lotação de serviço para uma que fosse mais próxima de sua residência, mas nunca aceitou por não conseguir se imaginar trabalhando em outro lugar.

 

"Em todo esse tempo de casa, só reuni boas lembranças e sentimentos. Toda a equipe de profissionais é muito solidária e é exatamente isso que traz o sucesso que a instituição conquistou ao longo dos 23 anos. Me sinto honrado em poder comemorar esse aniversário que também é meu", relembra.

 

Resultado de imagem para hospital de apoio brasíliaDESTAQUE  Com 14 anos de HAB, a fisioterapeuta Mariana Calefi revela que a unidade se destaca em vários aspectos, mas que o principal são os profissionais. "Cada pessoa que trabalha aqui realiza sua atividade de forma a complementar a do outro. Tudo é feito de forma integrada. Por isso alcançamos resultados positivos de forma mais rápida".

 

Ela comenta que a instituição é a única unidade de atendimento da rede que oferece piscina para o tratamento de reabilitação dos pacientes com lesão medular e cerebral.

 

Claudiner de Oliveira é chefe do Laboratório de Biologia Molecular da Unidade de Genética do HAB. Desde 2009, período em que começou a atuar no hospital, a unidade tem se destacado por oferecer à comunidade análises com metodologias inovadoras e de ponta.

 

"Aqui a opinião de cada profissional é levada em conta. Assim como eu, todos buscam sempre melhorar para oferecer mais qualidade no serviço prestado. Hoje, a metodologia de análise que usamos no laboratório é decorrente da minha pesquisa de doutorado".

 

CELEBRAÇÃO Com a finalidade de comemorar a data, nesta quinta-feira (30), o Hospital de Apoio promoverá um dia inteiro de atividades para os pacientes, profissionais da unidade e comunidade.

 

 

A ação será realizada no HAB a partir das 9h e contará com apresentação musical e teatral, serviço de podologia e recitação de poesias, além do momento dos "parabéns". O encerramento do evento será às 17h.

 

COMENTÁRIOS