compartilhar

ATÉ 2 DIAS DE RACIONAMENTO: Reservatórios brasilienses chegam à metade, mas não inibe aumento dos cortes de água

Após dias chuvosos, volume de barragens aumenta e chega à metade.Caesb, porém, não descarta possibilidade de ampliar rodízio

Trinta e dois dias depois da implantação do plano de racionamento em áreas abastecidas pela Barragem de Santa Maria/Torto, o nível das águas no local chegou à metade de sua capacidade.

Nesta sexta-feira, na medição às 14h30, o Reservatório do Descoberto contabilizava o índice de 50,48%. Seguindo o ciclo de melhora, o reservatório de Santa Maria alcançou 50,63%.

Resultado de imagem para BARRAGEM DO DESCOBERTO DF

Mesmo com os resultados positivos da economia de água e com as últimas chuvas registradas, a Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) não planeja suspender o rodízio.

Pelo contrário, o governo estuda a possibilidade de aumentar em um dia o plano de racionamento. A preocupação é com a garantia de recursos hídricos para o período de estiagem.


A ampliação significa que as regiões abastecidas pelas duas barragens passariam a ficar dois dias por semana sem água nas torneiras — medida nem um pouco bem-vista pela população.

Técnicos da companhia continuam acompanhando a evolução do cenário hídrico do Distrito Federal.Resultado de imagem para BARRAGEM DO DESCOBERTO DF

Toda a preocupação do órgão é com o período de seca, que se inicia em maio. Para se ter ideia, enquanto hoje a comemoração é pelo fato dos dois reservatórios estarem alcançando metade da capacidade, no mesmo período do ano passado, ambos estavam em 100%.


Chuvas

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), as chuvas ocorridas entre a noite de quarta-feira e ontem contribuíram para atingir 95% da média de precipitações de março. Até a última medição, a estação meteorológica registrou um volume de chuvas de 172,2mm em todo o Distrito Federal — a média para o mês é de 180,6mm. “As precipitações ocorreram em virtude de áreas de instabilidade causada pelo calor e também pela umidade vinda da Região Norte do país. Essa chuva pode contribuir um pouco com a situação dos reservatórios, principalmente se atingir os afluentes que o abastecem”, detalhou o meteorologista Mamede Luiz Melo.

Resultado de imagem para chuva brasili a DF

Como medida para garantir o abastecimento de água, a Caesb captará água do Lago do Paranoá. Segundo a companhia, está programado para hoje o pregão para contratação da empresa para realizar as obras. As áreas abastecidas pelo Santa Maria/Torto receberão o reforço.

 

O plano é de que cerca de 700 litros de água sejam captados por segundo e distribuídos para Lago Norte, Varjão, Setor de Mansões do Lago Norte, Taquari, Paranoá e Itapoã. Segundo a Caesb, com relação às obras do Córrego Bananal, 15% foram executadas e a previsão de início de operação é para novembro.(*Com Atualização:JR)

 

Fonte: *Via CB/Clipping

COMENTÁRIOS