compartilhar

TUMULTO NO CENTRO DA CIDADE: Manifestantes protestam contra a Reforma da Previdência e atravancam o trânsito

De acordo com a Secretaria de Segurança, mais de mil pessoas estão no terminal no fim da tarde desta sexta-feira (31/3)

A área central de Brasília é palco de um protesto contra a Reforma de Previdência no fim da tarde desta sexta-feira (31/3).

 

Com faixas e cartazes, os manifestantes bloquearam a saída dos ônibus na Rodoviária do Plano Piloto e também o Eixo Monumental, sentido Congresso Nacional. Eles chegaram a se deitar na pista para impedir que os coletivos saiam do terminal.


Por volta das 18h, a Polícia Militar desviou o trânsito para o Eixo Rodoviário Sul. Depois, a via foi liberada e, novamente, foi bloqueada por volta das 19h.

Rafaela Felicciano/Metrópoles

O estudante secundarista Paulo Carvalho participa do protesto. “A Reforma da Previdência significa o fim do funcionalismo público. O trabalhador da empresa privada vai sofrer ainda mais na relação patrão e empregado”, disse.

As pessoas que participam do protesto entoam gritos de guerra como: “A nossa luta unificou. É estudante, professor e trabalhador” e “Fora, Temer”. Ato contra reforma da Previdência e governo Temer bloqueia Eixo Monumental, em Brasília (Foto: Gustavo Aguiar/G1)A manifestação foi marcada pelas redes sociais e o evento intitulado “Dia de lutas contra a Reforma da Previdência” deve ocorrer em outras capitais. Entidades como a Central Única dos Trabalhadores (CUT), Sindicato dos Professores (Sinpro) e movimentos estudantis participam do ato.

 

“Sou contra a Reforma da Previdência. Ela não atende às particularidades de cada categoria. Tem que existir, mas não da forma que está sendo feita. Os congressistas precisam ouvir categorias e sindicatos”, diz a enfermeira Luanna Castro.

Concentração
Os manifestantes começaram a se concentrar por volta das 16h na Rodoviária do Plano Piloto, Conic e no Museu da República. Por volta das 18h, a expectativa da Secretaria de Segurança Pública e Paz Social do DF era de 600 pessoas concentradas na plataforma inferior da Rodoviária. Pouco depois, o número subiu para mil.

Policiais do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar estão na área e ficarão responsáveis pelas alterações nas vias, que poderão ser interditadas parcial ou totalmente, caso necessário. Equipes do Departamento de Trânsito (Detran) estão atuando nas vias localizadas atrás dos ministérios: S2 e N2. 

 

Fonte: *Via Metropole/Clipping

COMENTÁRIOS