compartilhar

CALDEIRÃO: Princípio de tumulto é registrado na Penitenciária Papuda, sirene toca e polícia intervém

A sirene do sistema penitenciário tocou e agentes da Diretoria Penitenciária de Operações Especiais (Dpoe) precisaram agir. Policiais e agentes fizeram uma revista em todos os internos

Uma briga entre internos no Centro de Internamento e Reeducação (CIR) mobilizou equipes da Diretoria Penitenciária de Operações Especiais (Dpoe), que precisaram intervir no conflito.
Houve um princípio de tumulto por volta das 12h desta segunda-feira (3/4) no pátio 4 da unidade. A sirene do sistema penitenciário tocou e policiais agiram para impedir uma briga generalizada. Agentes fizeram uma revista em todos os internos.

Inicialmente, agentes policiais de custódia informaram que um dos internos tinha sido esfaqueado com uma faca artesanal e socorrido, mas a informação não chegou a ser confirmada. Na unidade ficam presos que cumprem pena em regime semiaberto, mas não têm, ainda, o benefício da saída externa. Os que progridem e conseguem trabalhar durante o dia vão para o Centro de Progressão Penitenciária (CPP). 

Em nota, a Subsecretaria do Sistema Penitenciário (Sesipe), vinculada à Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social (SSP-DF), confirmou que houve um princípio de tumulto entre custodiados durante o banho de sol no pátio do CIR da Papuda.
 
"O conflito foi rapidamente controlado por agentes da unidade prisional e da Diretoria Penitenciária de Operações Especiais (Dpoe), que adotaram procedimentos padrões para esse tipo de caso, incluindo a revista individual dos internos antes que retornassem às celas do presídio", explica o texto. A Sesipe esclareceu ainda que nenhum interno foi ferido por objetos perfurantes e cortantes e que não houve necessidade de atendimento médico.(*Por: Isa Stacciarini)

 

Fonte: *Via CB/Clipping

COMENTÁRIOS