compartilhar

FALTA DE ÁGUA: MP entrega ao GDF documento com contribuições para o enfrentamento da crise hídrica

REUSO DE ÁGUA E REDUÇÃO DE CONSUMO SÃO ALGUMAS DAS 64 SUGESTÕES

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) entregou ao Governo do Distrito Federal (GDF) um documento com contribuições para o enfrentamento da crise hídrica. Os dados foram compilados, com a contribuição de promotores que acompanham a crise, durante uma audiência pública organizada pelo MP.


 

Entre as 64 medidas sugeridas estão a ampliação do racionamento; criação de metas de redução do consumo; definição de critérios para o uso de água da chuva e reuso de água cinza (utilizada em processos residenciais, como lavagem de roupas); revisão do posicionamento sobre a dispensa de licença para a perfuração de poços; aperfeiçoamento dos critérios de concessão de outorga de água e de seu monitoramento; e a alteração do modo de plantar as compensações florestais, para que produzam florestas verdadeiras e não apenas conjuntos de árvores.


A economia de água no setor público, implantação de medidas para diminuir a perda de água no sistema de distribuição da Caesb, mapeamento e recuperação de nascentes, incentivo à produção agrícola orgânica e agroecológica – principalmente em áreas de proteção de manancial –, e adequação de projetos de parcelamento do solo da Terracap também foram temas abordados no documento entregue ao Executivo.


Para a promotora de Justiça Marta Eliana de Oliveira, da 3ª Promotoria de Justiça de Defesa do Meio Ambiente (Prodema), a situação é crítica, mas não deve ser enfrentada apenas com medidas emergenciais. “Deve-se também dar ênfase à necessidade de mudar definitivamente a cultura do desperdício e de evitar novas crises no futuro, com planejamento e ações estruturantes destinados tanto a poupar água quanto a recuperar os ecossistemas que a produzem e vêm sendo degradados com a expansão urbana especulativa.”

 

Fonte: *Via Diário do Poder/Clipping

COMENTÁRIOS