Image and video hosting by TinyPic

 

Image and video hosting by TinyPic

 

compartilhar

"QUEM É BOSTA AQUI?": Durante briga em hospital público de Santa Maria, PM saca arma contra médico

Segundo testemunhas, o policial se irritou com o cancelamento da cirurgia do filho e partiu para cima do servidor

Uma discussão entre um policial militar e um médico quase acabou em tragédia no Hospital Regional de Santa Maria (HRSM) neste sábado (8/4). O bate-boca foi filmado por pessoas que estavam no local e viralizou nas redes sociais.

 

Durante a briga, o PM chegou a sacar a arma contra o servidor, mas foi contido pelos seguranças.


Segundo testemunhas, o homem ficou exaltado com o adiamento da cirurgia do filho.

 

Nas imagens, o PM e o médico trocam xingamentos. “Você não sabe com quem está falando”, grita o policial no meio do corredor. O médico responde, também aos berros: “Você é um bosta”. Mais exaltado ainda, o PM saca a arma e ataca o médico: “Vou te mostrar quem é o bosta aqui”.

Veja o vídeo:

E

Em nota, a Secretaria de Saúde informou que vai abrir uma sindicância para apurar os fatos. Destacou também que o paciente recebeu toda a assistência necessária desde que foi internado no hospital, em 29 de março, com um quadro de bursite (inflamação na bolsa sinuvial, que envolve as articulações) na região do cotovelo. Após exames e tratamento com medicamentos, foi marcada a cirurgia para o dia 8 de abril.


 

A pasta explicou que o procedimento cirúrgico teve de ser adiado em razão da entrada de um caso grave na emergência. “Após o hospital informar que haveria este adiamento, houve desentendimento entre o médico e o pai do paciente. A situação foi prontamente equacionada após a intervenção da Polícia Militar”, destacou a secretaria.

 A operação, marcada para o período da manhã, acabou sendo realizada ao meio-dia.


Por precaução, a direção do hospital orientou o médico a interromper seu plantão. O paciente passa bem.

O deputado Chico Vigilante (PT) se pronunciou sobre o caso. “Esse episódio comprova o risco ao qual os profissionais da área da saúde correm diariamente”. De acordo com o parlamentar, “é inaceitável que isso aconteça em plena capital da República”.

A Polícia Civil informou que não foi registrado boletim de ocorrência sobre o caso na 33ª Delegacia de Polícia (Santa Maria), responsável pela área.

 

Fonte: *Via Metropole/Clipping

COMENTÁRIOS