compartilhar

PARALISAÇÃO NESTA 6a.FEIRA: Greve geral deverá afetar diversos serviços no Distrito Federal

MOVIMENTO É CONTRA PROPOSTA DAS REFORMAS TRABALHISTA E DA PREVIDÊNCIA

Vários serviços do Distrito Federal vão ser afetados pela greve geral convocada por movimentos sindicais para esta sexta (28).

O movimento é uma forma de protesto contra as propostas das reformas Trabalhista e da Previdência.

A paralisação acontecerá por 24 horas.

Atos contra as reformas vão acontecer durante todo o dia. No Setor Comercial Sul, dois atos estão marcados para às 8h.

Outras categorias se reúnem entre a Torre de TV e a Funarte, no mesmo horário. Às 10h, o Detran promove assembleia em sua sede, próximo ao Palácio do Buriti.

Resultado de imagem para greve geral 2017

 

Veja os serviços que serão afetados pela greve geral nesta sexta:

Transporte
O Sindicato dos Rodoviários e dos Metroviários do Distrito Federal (SindMetrô/DF) já confirmaram adesão à paralisação nacional. Durante toda sexta, não haverá circulação de ônibus e metrô.

Bancos
O Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários de Brasília (SEEBB-DF) também decidiu aderir ao movimento, o que acarreta na suspensão dos serviços dos bancos do DF.

Saúde
O Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Brasília (SindSaúde-DF) confirma nesta quarta (26) quais serviços serão suspensos durante a greve geral.

Educação
Os servidores da rede pública de educação, que terminaram recentemente uma greve de 29 dias, confirmaram adesão ao movimento. Na rede particular, algumas escolas também participam da greve: Sigma, Marista Champagnat, Marista João Paulo II e Carmen Salles. A lista pode aumentar após assembleia marcada para esta quarta.

Detran
Sindicato dos Trabalhadores em Atividades de Trânsito, Policiamento e Fiscalização de Trânsito das Empresas e Autarquias (Sindetran-DF) informaram que as atividades serão suspensas a partir de quinta (27).

 

COMENTÁRIOS