compartilhar

PARALISAÇÃO: Distritais apoiam greve geral e sugerem adesão da Câmara Legislativa

A greve geral marcada para esta sexta-feira (28) contra as reformas propostas pelo governo federal recebeu o apoio de deputados distritais.

 

Na avaliação de Chico Vigilante (PT), os trabalhadores brasileiros precisam demonstrar sua insatisfação com a perda de direitos promovida pelo governo Temer. Vigilante considerou que a "maldita" reforma trabalhista cria uma situação caótica. Para ele, os trabalhadores precisam mostrar que é hora de Temer deixar o governo.


Por sua vez, o deputado Prof. Reginaldo Veras (PDT) sugeriu que a Câmara Legislativa fechasse as portas para protestar contra a retirada de direitos. "Somente há uma alternativa para manter as conquistas: a pressão dos trabalhadores", argumentou.

 

O parlamentar relatou que pais de alunos têm enviado às escolas bilhetes nos quais afirmam o apoio à paralisação. "A CLDF não pode ficar alheia", defendeu, informando que o seu gabinete não funcionará na próxima sexta.


O deputado Ricardo Vale (PT) também defendeu a greve geral e listou várias categorias que já aprovaram a paralisação, como rodoviários, metroviários, aeronautas, vigilantes, servidores do Executivo, Legislativo e Judiciário. "Estamos propondo que todos parem nesta sexta-feira. Temos de dizer não a reformas que retiram direitos", declarou.

 

COMENTÁRIOS