compartilhar

POSTO DA TORRE: Confira os nomes da família Chater e de empresas investigadas pela Polícia Federal

Lista consta na representação encaminhada pela PF à Justiça, solicitando mandados de busca, apreensão, prisão e condução coercitiva

Lavagem de dinheiro, falsificação de documentos públicos e evasão de divisas. Esses são exemplos de crimes praticados, segundo a Polícia Federal e o Ministério Público Federal, pelos alvos da segunda fase da Operação Perfídia, deflagrada nessa quarta-feira (26/4)

 

A operação resultou no cumprimento de 100 mandados, sendo 55 de busca e apreensão, 43 de condução coercitiva e dois de prisão temporária.


A principal finalidade foi reunir provas da existência e do alcance de uma organização criminosa, coordenada, segundo a PF, pela advogada Cláudia Chater (foto de destaque). Além da advogada, também foi preso Edvaldo Pinto Ribeiro, apontado pelos investigadores como um dos principais aliados de Cláudia nos atos criminosos.

Michael Melo/Metrópoles

O trabalho de apuração trouxe à tona indícios de que Cláudia Chater comandava uma organização que atuava na emissão de passaportes brasileiros a pessoas de origem árabe e também em outras frentes criminosas.

 

 

Buscas e apreensões, realizadas em dezembro de 2016, a partir de ordens emitidas pelo juiz da 10ª Vara Federal, em Brasília, Ricardo Augusto Soares Leite, comprovaram as práticas criminosas, além de trazer pistas da participação de outras pessoas na organização. Elas eram responsáveis, por exemplo, pela produção de documentos falsos que serviam de base para a emissão dos passaportes.


Nos pedidos enviados à Justiça, MPF e PF argumentam que a atuação da organização criminosa vai além da falsificação de documentos. Um indicativo seriam as empresas usadas pelo grupo. Já foram identificadas pessoas jurídicas ligadas aos integrantes do esquema em vários ramos, como casas lotéricas, postos de gasolina, hotéis, administradoras de imóveis e até lojas de tecido.

Os altos valores movimentados pela organização são mencionados como um dos indicativos do alcance das atividades criminosas. Em uma única transação, a empresa Global Recreative Sistem – GRS C.A, uma offshore com sede na Venezuela, movimentou US$ 5 bilhões.

A mesma empresa é apontada como a compradora de uma fazenda no valor de R$ 100 milhões. Neste caso específico, as investigações revelaram o pagamento de uma comissão de R$ 1,5 milhão a Cláudia Chater.


Concordando com a gravidade das denúncias, o juiz Ricardo Augusto Soares Leite, da 10ª Vara da Justiça Federal de Brasília (TRF), autorizou a continuidade das investigações e expediu os mandados.


Confira a relação dos investigados, segundo representação da PF. O documento estava em sigilo e foi liberado nesta quinta-feira (27):

NÚCLEO DURO – Responsável por coordenar e estruturar a organização, seja comandando o esquema ou viabilizando meios para organização criminosa. 

CLÁUDIA CHATER – Coordena a falsificação de documentos, supostamente participa da abertura de empresas de fachada e da movimentação financeira do grupo.

TONY CHATER – Irmão de CLÁUDIA CHATER, coordena a abertura de supostas empresas de fachada e a movimentação financeira do grupo.

KALIL CHATER – Tio de CLÁUDIA CHATER, supostamente participa da abertura de empresas de fachada e da movimentação financeira do grupo.

CARLOS HABIB CHATER – Primo de CLÁUDIA CHATER, supostamente participa da movimentação financeira do grupo e é alvo da LAVA JATO.

MÁRCIA CHATER JEBAILEY – Irmã de CLÁUDIA CHATER, reside em Orlando (EUA) e gerencia offshores e movimentações financeiras do grupo.

MARY CHRISTINA CHATER – Irmã de CLÁUDIA CHATER, gerencia supostas empresas de fachada.

AZIZ CHATER – Parente de CLÁUDIA CHATER, estava no voo, em setembro de 2016, com ISMAIL
(preso em flagrante por uso de documento falso) e os outros dois estrangeiros (MOHAMMED MERZAH HAMZAH HAMZAH e SAAD MERZAH HAMZAH HAMZAH)

AIRAM OLIVEIRA ALVES CORREIA – Cunhado de TONY CHATER, supostamente participa da abertura de empresas de fachada e da movimentação financeira do grupo.

SEBASTIÃO OLIVEIRA ALVES – Cunhado de TONY CHATER, supostamente participa da abertura de empresas de fachada e da movimentação financeira do grupo.

SEBASTIÃO ALVES CORREIA – Sogro de TONY CHATER, supostamente participa da abertura de empresas de fachada e da movimentação financeira do grupo.

AROLITA OLIVERA CORREIA CHATER – Esposa de TONY CHATER, supostamente participa da abertura de empresas de fachada e da movimentação financeira do grupo.

STEPHANIE CHATER MITRI – Sobrinha de CLÁUDIA CHATER, participa da abertura e gerência de supostas empresas de fachada.

WILLIAM CHATER MITRI – Sobrinho de CLÁUDIA CHATER, participa da abertura e gerência de supostas empresas de fachada.

YOUSSEF CHAHOUD SKAF – Tio de CLÁUDIA CHATER, participa da abertura de supostas empresas de fachada e da movimentação financeira do grupo.


NÚCLEO DE APOIO – engloba pessoas que possuem participação efetiva em atos de suporte à atividade criminosa, como abertura de empresas supostamente utilizadas na lavagem de dinheiro, aquisição de imóveis de grande valor com utilização de pessoas interpostas, apoio a processos de naturalização a estrangeiros identificados como já detentores de passaportes brasileiros, e outros processos, além de apoio na questões contábeis e tradução


Aquisição de imóveis de grande valor:

ISMAIL SULEIMAM HANDAM AL HELALT – Estrangeiro responsável por intermediar a vinda de outros estrangeiros de origem árabe para o Brasil com o propósito de obter documentos brasileiros falsos e para aquisição de imóveis de grande valor.

ANDRE BACCHI BURAN – Intermediário da aquisição da FAZENDA GEA TRADE INTERNATIONAL, na Bahia.

ANDRÉ CÍCERO ANDREETI – Intermediário da aquisição da FAZENDA GEA TRADE INTERNATIONAL, na Bahia.

RODRIGO MARCEL COUTO ALMEIDA – Intermediário da aquisição da FAZENDA GEA TRADE INTERNATIONAL, na Bahia.

ANTÔNIO BATISTA RODRIGUES FILHO – Proprietário da empresa ANTÔNIO BATISTA RODRIGUES FILHO – ME, intermediária da aquisição da FAZENDA GRANDE LESTE.

JOAQUIM FOGAÇA MIRANDA FILHO – Proprietário da empresa MENDES & MIRANDA IMÓVEIS, intermediária da aquisição da FAZENDA GRANDE LESTE.

LUIZ SILVESTRE SIBIN – Proprietário vendedor da FAZENDA GRANDE LESTE, para a off shore GLOBAL no valor de R$ 68.500.000,00.

ANTÔNIO CARLOS PIRES DE ARAÚJO – Intermediário da aquisição da FAZENDA AGROPECUÁRIA LAGOA DA PRATA, em Tocantins, no valor de R$ 2.500.000,00.

PEDRO AMÉRICO PIRES DE ARAÚJO – Intermediário da aquisição da FAZENDA AGROPECUÁRIA LAGOA DA PRATA, em Tocantins, no valor de R$ 2.500.000,00.

JOSÉ ANTÔNIO CARDOSO – Interposto responsável pela aquisição da FAZENDA LAGOA DA PRATA, Tocantins, no valor de R$ 2.500.000,00.

BENEDITA PRATES NARCISO – Proprietária vendedora da FAZENDA MENSAGEM, Santa Luzia/MA para pessoa inexistente de nome FRANCISCA, no valor de R$ 4.000.000,00.

FLORO UMBERTO DA SILVA – Testemunha da venda da FAZENDA MENSAGEM, Santa Luzia/MA para pessoa inexistente de nome FRANCISCA, no valor de R$ 4.000.000,00.

VALMIR ALVES DA SILVA – Testemunha da venda da FAZENDA MENSAGEM, Santa Luzia/MA para pessoa inexistente de nome FRANCISCA, no valor de R$ 4.000.000,00.

FRANCISCO ELIZEU DE OLIVEIRA – Intermediário promotor de alguns negócios imobiliários do grupo, tal como a aquisição pela offshore GLOBAL de imóvel no valor de R$ 68.500.000,00. Recebeu para tal a comissão de R$ 10.000.000,00.


Abertura de empresas supostamente utilizadas na lavagem de dinheiro:
:
ANTÔNIO CARLOS LIMA MIRANDA – Proprietário vendedor da empresa BB LOTERIAS para os sobrinhos de CLAUDIA CHATER

PEDRO IVO ROCHA MIRANDA – Proprietário vendedor da empresa BB LOTERIAS para os sobrinhos de CLAUDIA CHATER

BRUNNO DA COSTA FACIOLA DE SOUZA – Proprietário vendedor da empresa HG LOTERIA para os sobrinhos de CLAUDIA CHATER

MARIO VICTOR SALLABERRY CAYRES – Proprietário vendedor da empresa LOTERIAS CARTÃO DE OURO para os sobrinhos de CLAUDIA CHATER


Processos de naturalização a estrangeiros identificados como já detentores de passaportes brasileiros, e outros processos, além de apoio na questões contábeis e tradução

CARLOS ALBERTO TORRES PIRES – Contador e dos negócios imobiliários do grupo da família CHATER

ISADORA FERNANDA DE SOUZA DOS SANTOS – Advogada suspeita de prestar informações falsas em processos.

GHASSAN AHMAR – Tradutor juramentado supostamente envolvido na emissão de documentos traduzidos com dados falsos usados em procedimentos de falsificação de documentos.

MARCELO ARAÚJO PEREIRA TEIXEIRA – Locatário do imóvel para o estrangeiro ABDULHAMID DAABOUL, detentor de passaporte ideologicamente falso, local usado para comprovar residência no Brasil. Anteriormente tal apartamento estava em nome de TONY CHATER. Suspeita que os contratos sejam firmados com o intuito de lastrear o endereço fornecido em diversas solicitações de emissão de passaporte.


NÚCLEO DOS FALSIFICADORES – pessoas com conhecimentos ou habilidades específicas na obtenção ou contrafação de documentos que dão suporte aos demais atos criminosos.

EDVALDO PINTO – Suspeito de ser o intermediário responsável pela confecção de documentos falsos para atender às demandas de CLAUDIA CHATER e pela cooptação de terceiros – “laranjas” para compor quadro societário da offshore GLOBAL, localizada na Venezuela, de propriedade da família
CHATER.

JÔNIO FONSECA CORDEIRO – Suposto falsificador ligado a EDVALDO na obtenção de documentos falsos, bem como de comprovantes de residência falsos.

JORGE BATISTA SOUSA DIAS – Suposto falsificador ligado a EDVALDO na obtenção de documentos falsos, bem como de comprovantes de residência falsos.

ADSON DOS SANTOS TECHUK – Suposto falsificador ligado a CLAUDIA CHATER na obtenção de documentos falsos.

DAVID CARNEIRO METRI – Sobrinho de CLÁUDIA CHATER. Suspeito de providenciar RGs ideologicamente falsos em Goiânia.


NÚCLEO DE PESSOAS INTERPOSTAS – composto por indivíduos que auxiliam o grupo investigado, preservando a real identidade dos que adquirem imóveis, além da utilização de empresas existentes e supostamente inexistentes para viabilizar o suposto esquema de lavagem de dinheiro.

Pessoas jurídicas:

BABY HOSPEDAGENS E TURISMO LTDA –  Empresa de AROLITA CHATER, supostamente sem funcionamento, conforme diligências veladas, tendo como sócia pessoa cadastrada como cozinheira de nome RAIMUNDA COSTA NEVES.

BARAONAS TURISMO E HOSPEDAGEM LTDA. – Empresa de AROLITA CHATER, tendo como sócio seu irmão AIRAM OLIVEIRA. Durante diligência velada não foi observada movimentação relativa a turismo ou hospedagem.

BB CONTABILIDADE EIRELI – Empresa de AROLITA CHATER, supostamente sem funcionamento, conforme diligências veladas.

BRASÍLIA TECIDOS COMERCIO IMPORTAÇÃO LTDA. – Empresa de AROLITA CHATER supostamente sem funcionamento, conforme diligências veladas, tendo como sócia pessoa cadastrada como cozinheira de nome RAIMUNDA COSTA NEVES.

EXCIM COMÉRCIO DE TECIDOS LTDA. – Empresa de AROLITA CHATER, tendo como sócio seu irmão AIRAM OLIVEIRA.

GAMA HOSPEDAGEM E TURISMO LTDA. –  Empresa de AROLITA CHATER, tendo como sócio seu irmão AIRAM OLIVEIRA, conforme diligências veladas; o local se encontra em situação de abandono.

LAGO PARANOA TURISMO E HOSPEDAGENS LTDA – Empresa de AROLITA CHATER, tendo como sócia pessoa cadastrada como cozinheira de nome RAIMUNDA COSTA NEVES.

MARINA TOUR HOSPEDAGEM E TURISMO LTDA. – Empresa de TONY CHATER e AROLITA CHATER, envolvida na aquisição da Fazenda Grande Leste, na Bahia. Supostamente sem funcionamento, conforme diligências veladas.

HG LOTERIA – Empresa supostamente de propriedade de TONY CHATER, em nome de STEPHANIE CHATER e WILLIAM CHATER.

BB LOTERIAS – Empresa supostamente de TONY CHATER, em nome de STEPHANIE CHATER e WILLIAM CHATER.

LOTERIAS CARTÃO DE OURO EIRELI – Empresa de TONY CHATER.

LOTÉRICA POTE DE OURO – Empresa de TONY CHATER.

LOTÉRICA TRILHA CERTA – Empresa de TONY CHATER.

CONSTRUTORA E ADMINISTRADORA CORREIA LTDA – Empresa de SEBASTIÃO CORREIA, sogro de TONY CHATER.

BRASIL HOSPEDAGENS E TURISMO EIRELI – Empresa de SEBASTIÃO CORREIA, sogro de TONY CHATER.

CORREIA PARTICIPACOES HOSPEDAGEM E TURISMO LTDA – Empresa de SEBASTIÃO CORREIA, sogro de TONY CHATER, supostamente sem funcionamento, conforme diligências
veladas.

SERRA BONITA IMOVEIS LTDA – Empresa de SEBASTIÃO CORREIA, sogro de TONY CHATER, supostamente sem funcionamento, conforme diligências veladas.

AIRAM HOTEL – Empresa de SEBASTIÃO CORREIA, sogro de TONY CHATER.

MITRI CONCEPT E KNOWLEDGE CURSOS LTDA. – Empresa de CLAUDETTE CHATER MITRI, irmã de CLÁUDIA CHATER e mãe de STEPHANIE CHATER e WILLIAM CHATER, pessoas interpostas nas lotéricas supostamente de propriedade de TONY CHATER. Supostamente sem funcionamento há três anos, conforme diligências veladas.

SKY LEBANON – Empresa supostamente de fachada de MARY CHRISTINA CHATER e CLÁUDIA CHATER.

YOUSSEF CHAHOUD SKAF – Empresa de YOUSSEF CHAHOUD SKAF, tio de CLÁUDIA CHATER, participa da abertura de supostas empresas de fachada e da movimentação financeira do grupo.

TORRES CONTABILIDADE E AUDITORIA – Escritório de contabilidade do grupo da família CHATER

GLOBAL RECREATIVE SISTEM – GRS CA – Offshore com sede na Venezuela, envolvida na aquisição da FAZENDA GRANDE LESTE. Tal offshore teria realizado uma transação bancária no valor de US$ 5 bilhões de dólares, identificada em documentos localizados no escritório de CLAUDIA CHATER.

JEBAILEY INVESTMENTS, INC – Offshore com sede nos EUA, de propriedade de RICHARD JEBAILEY, cônjuge de MÁRCIA CHATER JEBAILEY.

MARINA INTERNATIONAL CORPORATION – Offshore com sede nos EUA, em tese, de propriedade de TONY CHATER.

NAHAR BAGHDAD CO, no Iraque – Empresa de RAAD MERZAH HAMZAH AL SHAMMARI, estrangeiro que obteve passaporte com uso de documentos falsos obtidos supostamente por
CLAUDIA.

PASPX PLC – Banco situado na Dinamarca E-Bankig da Dinamarca utilizado pela GLOBAL RECREATIVE SISTEM GRS CA, Venezuela. Responsável pela transação bancária no valor de US$ 5 bilhões de dólares, identificada em documentos localizados no escritório de CLAUDIA CHATER.


Pessoas físicas:

BACHIR BITAR – Interposto sócio da empresa de fachada SKY LEBANON.

JOAQUIM PEREIRA DE PAULO NETO – Interposto responsável pela offshore GLOBAL RECREATIVE SISTEM GRS CA, Venezuela. Responsável pela transação bancária no valor de US$ 5 bilhões de dólares, identificada em documentos localizados no escritório de CLAUDIA CHATER, além da aquisição da fazenda Grande Leste, localizada no interior da BAHIA, no valor de R$ 68.500.000,00
(contrato de 30/11/2016)

SIMEI BEZERRA DA SILVA – Interposto responsável pela offshore GLOBAL RECREATIVE SISTEM GRS CA, Venezuela. Responsável pela transação bancária no valor de US$ 5 bilhões de dólares, identificada em documentos localizados no escritório de CLAUDIA CHATER, além da aquisição da fazenda Grande Leste, localizada no interior da BAHIA, no valor de R$ 68.500.000,00 (contrato de 30/11/2016)

MAURÍCIO ARAÚJO DE OLIVEIRA SOUZA – Interposto responsável pela offshore GLOBAL RECREATIVE SISTEM GRS CA, Venezuela. Responsável pela transação bancária no valor de US$ 5 bilhões de dólares, identificada em documentos localizados no escritório de CLAUDIA CHATER, além da aquisição da fazenda Grande Leste, localizado no interior da BAHIA, no valor de R$ 68.500.000,00
(contrato de 30/11/2016)

RAIMUNDA COSTA NEVES – Interposta responsável por empresas pertences a AROLITA, esposa de TONY. De acordo com pesquisas, RAIMUNDA é pessoa de baixa renda e registrada como cozinheira.


NÚCLEO DOS AGENTES PÚBLICOS – seja provavelmente pela corrupção direta ou por motivação ainda não identificada, com o objetivo de alcançar os fins criminosos da associação investigada. Tal núcleo é composto por, especialmente, serventuários de cartórios de registro civil, empregados de concessionárias de serviço público e servidores de órgãos policiais. Devido à complexidade dos fatos e necessidade de aprofundamento, o presente núcleo foi dividido em agentes identificados e prováveis cartórios envolvidos no esquema criminoso ora investigado, porém sem a identificação do agente envolvido.

ELAINE CRISTINA DIAS RIBEIRO SANTOS – Servidora do Cartório de Anísio de Abreu (PI), suspeita de envolvimento na emissão de documento falso. Documentos identificados como emitidos pelo Cartório de Anísio de Abreu/PI: ISMAIL SULEIMAN HAMDAN AL HELALAT, RAAD MERZAH HAMZAH AL SHAMMARI, MOHAMMED ABDULAMER MAHMOUD ALWAZZAN, ABDULFATAH DAABOUL, MHD ADNAN CHURBAJI, MHD ADNAN BARBOUR e MOHAMAD NAZIR ALKABBANI.

JOÃO VILLAS BOAS JUNIOR – Escrevente do Cartório de 24 Ofício de Notas do Rio de Janeiro, RJ, suspeito de envolvimento na emissão de documento falso.

MARCUS ANTONIO DA COSTA OLIVEIRA – Funcionário de cartório MARCELO RIBAS, DF, suspeito de inserir dados falsos em certidões de nascimento vinculadas à família ALKABBANI, DAABOUL e BARBOUR.

MARCEL OLGUINS MARTINS – Servidor administrativo DELEMIG/SR/PF/DF suspeito de envolvimento com o grupo de CLAUDIA CHATER na emissão de passaporte brasileiro com apresentação de documentos falsos.


Prováveis cartórios envolvidos no esquema criminoso ora investigado, porém sem a identificação do agente envolvido:

CARTÓRIO DA 1ª ZONA DE NITERÓI, RJ – Cartório sede da certidão de nascimento supostamente falsa de ELIE ESBER HADDAD.

CARTÓRIO DA 1ª ZONA, SÃO LUÍS, MA – Cartório sede das certidões de nascimento supostamente falsas vinculadas a ROMANOS ZAKHIA DOUAIHY.

CARTÓRIO DE IMPERATRIZ, MA – Cartório sede das certidões de nascimento supostamente falsas pertencentes a HANADI DAABOUL e GHADA CHARBAJI.

CARTÓRIO DE BONFINÓPOLIS DE MINAS, MG – Cartório sede da certidão de nascimento supostamente falsa de CHADI ZAKHIA DOUAIHY

CARTÓRIO DE REGISTRO CIVIL DE ALENQUER, PA – Cartório sede da certidão de nascimento supostamente falsa de GANTUSS MUSSI GANTUSS.

CARTÓRIO DO 1º OFÍCIO DE GUARAPUAVA, PR – Cartório sede da certidão de nascimento supostamente falsa de EDUARDO ABIB e MELEN ABIB.

CARTÓRIO DO 1º SUBDISTRITO DE TAUBATÉ, SP – Cartório sede das certidões de nascimento supostamente falsa de NEYDE HADDAD e SAID HADDAD.

CARTÓRIO DE REGISTRO DE IMÓVEIS DE FORMOSO DO ARAGUAIA, TO – Cartório sede dos assentamentos da FAZENDA AGROPECUÁRIA LAGOA DA PRATA, em Tocantins, supostamente vendida com uso de interposição de pessoas.

CARTÓRIO DE REGISTRO DE IMÓVEIS DE SÃO DESIDÉRIO, BA – Cartório sede dos assentamentos da FAZENDA GRANDE LESTE, na Bahia, supostamente vendida com uso de
interposição de pessoas.

CARTÓRIO DO 1º OFÍCIO e REGISTRO DE IMÓVEIS DE SANTA LUZIA, MA – Cartório sede dos assentamentos da FAZENDA MENSAGEM, no Maranhão, supostamente vendida com uso de
interposição de pessoas.

(*Por:Maria Eugênica/Mirelle Pinheiro)

Confira a íntegra do documento:


 

 

Fonte: *Via Metropole/Clipping

COMENTÁRIOS