compartilhar

TÁ TRANQUILO: Após manhã de protestos contra reformas, terminal aéreo de Brasília volta à normalidade

Só há um voo atrasado para pouso e os guichês das companhias aéreas estavam vazios

Depois de uma manhã cheia de protestos por causa da greve geral de trabalhadores contra as reformas do governo de Temer, o Aeroporto Juscelino Kubitschek, em Brasília, voltou a funcionar normalmente.
Até a publicação desta matéria, por volta do meio-dia, havia apenas um voo atrasado para pouso e os guichês das companhias aéreas estavam sem tumulto.

De acordo com o último balanço da Inframérica, consórcio que administra o Aeroporto JK, do total de 141 voos previstos para esta manhã, 10 tiveram atrasos acima de 30 minutos na partida e 10 na chegada à capital federal e 4 voos foram cancelados. 
 
Ainda estão previstos para esta sexta 380 pousos e decolagens. A previsão de movimentação de passageiros para o dia é de aproximadamente 51 mil.
 
"Todas as ações de contingência estão sendo adotadas para que ocorra o menor impacto possível na operação. A segurança da aviação civil e dos passageiros é valor fundamental para a Inframerica", informou em nota. 
Segundo funcionários das empresas, o baixo movimento de passageiros se deve à decisão de antecipar o embarque para quinta dos voos que sairiam apenas hoje. 

Confusão e tumulto

Mais cedo, das 6 às 7h da manhã, a via que dá acesso ao aeroporto foi interditada por manifestantes. Outro grupo protestou no saguão do aeroporto e prometeu voltar ao terminal no horário de pixo, à noite, para novo ato. 

Por causa da greve geral que foi aderida inclusive pelos metroviários e pelos rodoviários, as companhias aéreas forneceram transporte aos funcionários para que pudessem ir trabalhar nesta sexta. 

 

Fonte: *Via CB/Clipping

COMENTÁRIOS