compartilhar

BOVINOS E BUBALINOS: Campanha de vacinação contra a febre aftosa vai até 31 de maio

Criadores precisam declarar a quantidade de animais existentes e vacinados. Preenchimento incorreto pode gerar sanções, inclusive multa

O Distrito Federal tem status de zona livre de febre aftosa com vacinação desde o ano 2000,

A declaração inadequada do criador pode gerar multa e não-emissão da Guia de Trânsito Animal.


A partir desta sexta-feira (28), até 31 de maio, ocorre em todo o Distrito Federal a campanha de vacinação contra febre aftosa. A intenção é manter a proteção do gado e diminuir o risco de contágio de animais pelo vírus.

 

A vacinação do gado conta febre aftosa no Distrito Federal começou nesta sexta-feira (28) e vai até 31 de maio.

A vacinação do gado contra febre aftosa no Distrito Federal começou nesta sexta-feira (28) e vai até 31 de maio.


 

Todo rebanho de bovinos e bubalinos (búfalos) precisa ser vacinado para que o Distrito Federal mantenha o selo de qualidade internacional.

Em 1998, o Brasil recebeu o primeiro reconhecimento de zona livre de febre aftosa, obtido com a vacinação em massa nos estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina.


O Distrito Federal também alcançou esse status fitossanitário no ano 2000, após longo esforço de imunização do rebanho. O último caso registrado da doença na região foi em 1993.

De acordo com a Secretaria da Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, a imunização é obrigatória e segue o calendário oficial estipulado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Resultado de imagem para febre aftosa vacina

Após a vacinação, o produtor precisa informar o procedimento à secretaria, até 12 de junho, por meio da Declaração do Criador.

Depois dessa data, os inadimplentes serão notificados pela Subsecretaria de Defesa Agropecuária e estarão sujeitos às penalidades previstas no Decreto nº 36.589, de 7 de julho de 2015.


Diferentemente de anos anteriores, o formulário não será enviado pelos correios. O responsável pelo rebanho pode ir pessoalmente a um dos escritórios regionais da secretaria ou obtê-lo eletronicamente, se já for cadastrado no Defesa On-Line.

No documento, é preciso informar as quantidades de animais existentes e vacinados, de acordo com o sexo e a idade, e a nota fiscal de compra da vacina. A declaração inadequada pode gerar notificações, multas e impossibilidade de emitir a Guia de Trânsito Animal.

Resultado de imagem para febre aftosa vacina bubalinos bufalos

Aqueles que estiverem irregulares recebem comunicado de auto de infração nos endereços cadastrados. Recebido o aviso, o produtor pode recorrer. Se o recurso for negado ou não apresentado, a multa, que depende do tipo de infração, passa a valer.

As vacinas podem ser compradas em lojas agropecuárias cadastradas na secretaria e devem ser transportadas dentro de uma caixa de isopor, com gelo suficiente para manter a temperatura entre 2 e 8 graus. A refrigeração precisa ser mantida até o momento de aplicá-las.


Técnicos da secretaria participam da vacinação assistida. Durante o procedimento, acompanham a aplicação da vacina. Isso ocorre em locais com maior risco de aparecimento do vírus.Resultado de imagem para febre aftosa vacina bubalinos bufalos

Além de certificar o correto procedimento, eles avaliam a condição sanitária do rebanho. Aproximadamente 125 propriedades receberão o acompanhamento dos profissionais nesse período.

A febre aftosa é uma doença viral, altamente contagiosa, que afeta animais de casco com fenda, como bois, búfalos, cabras, ovelhas e porcos.

 

Os principais sintomas da aftosa são:

  • Febre
  • Úlceras na boca, nas patas e nas tetas
  • Perda de apetite
  • Salivação
  • Manqueira

Ocorre também redução da produção leiteira do animal, perda de peso, crescimento retardado e menor eficiência reprodutiva. Em caso de observar esses sintomas, o produtor tem de comunicar imediatamente à defesa agropecuária.

Escritórios da Secretaria da Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural

De segunda a sexta-feira

Das 8 às 12 horas e das 13 às 15 horas

Telefones: (61) 3340-3862 ou 3051-6421

Asa Norte: Parque Estação Biológica – Edifício-Sede

Brazlândia: Setor Tradicional, Quadra 24, Casa 3

Gama: Quadra 1, Lote 14/24, Comercial Norte

Planaltina: Avenida Independência, Quadra 2, Bloco B, Área Central, Setor Comercial

Sobradinho: Quadra 8, Área Especial 3

Rio Preto (Planaltina): Sede do Núcleo Rural Rio Preto

São Sebastião: Escritório da Emater na Avenida Comercial, Lote 8 (somente nas manhãs de quarta-feira)

 

COMENTÁRIOS