compartilhar

SETOR SUDOESTE: Manifestantes invadem prédio na chegada de Dirceu e PM usa spray de pimenta

Manifestantes invadem prédio na chegada de Dirceu e PM usa spray de pimenta

Sob protesto e em meio a invasão de manifestantes, o ex-ministro José Dirceu chegou ao novo endereço, em Brasília, por volta das 21h30 desta quinta-feira (4/5).

Policiais militares usaram gás lacrimogêneo para dispersar a multidão, que tentou agredir o petista.

O tumulto ocorreu em frente ao Bloco A da 305 do Sudoeste, onde ele agora reside com a mulher e a filha de 6 anos. 

 

Condenado na Lava-Jato e no Mensalão, Dirceu ganhou o direito de recorrer em liberdade. Ele estava preso desde agosto de 2016 em Curitiba e deixou o Paraná na quarta-feira (3). Passava das 21h30 quando o carro dele, que o trouxe, chegou ao edifício. Dirceu, que tem de usar tornozeleira eletrônica, estava preso desde 2015. Ele cumpria pena no Presídio de Pinhais, em Curitiba (PR).

 

Noite de confusão

Cantaria, fechamento de via, balão inflável, faixas, bandeiras, policiais militares fortemente armados, cavalaria. O sempre tranquilo Setor Sudoeste vive uma noite atípica nesta quinta-feira.

O motivo: o anúncio da mudança do ex-ministro José Dirceu para um dos bairros mais nobres com o metro quadrado construído mais caro de Brasília.

 

Cerca de 200 pessoas se manifestavam na quadra 305. Mais da metade, moradores. Eles desceram dos blocos residenciais após ouvir a barulheira de ativistas, a maioria do movimento Vem pra Rua, que participou das manifestações pelo impeachment da presidente Dilma Roussef (PT), em 2016. Quem não foi para a rua passou de carro buzinando.

 

Para tirar o sono

Os manifestantes anunciam uma vigília para tirar o sono de José Dirceu na primeira noite dele livre em Brasília. O ex-ministro comunicou à Justiça que vai morar em um apartamento do sexto andar do Bloco A da 305 do Sudoeste, após ganhar a liberdade graças à decisão do Supremo Tribunal Federal (STF).

 

Além de faixas, cartazes e apitos, o grupo levou um balão inflável de 15m de altura, batizado de Petrolowiski, com a imagem do ministro. Até a tarde desta quinta-feira, os ativistas estavam em frente ao STF.

 

Prédio de luxo

Dirceu vai ocupar um dos apartamentos do Bloco A, o edifício Residencial Kopenhagen. Como todos os prédios residenciais do bairro, ele tem seis andares. O petista vai morar no último deles.

 

A quadra não tem comércio, mas José Dirceu cumprirá prisão em frente à comercial da 105, dotada de bancos, supermercados, farmácias, restaurantes e lanchonetes. Mais cedo, amigos dele estiveram no imóvel, onde permaneceram cerca de duas horas. Nenhum quis dar entrevista. 

 

Regras de Moro

José Dirceu cumpre pena de 34 anos de prisão, condenado por corrupção na Lava-Jato, pelo juiz Sergio Moro. Ele vai usar tornozeleira e não poderá se encontrar ou conversar com outros investigados na Lava-Jato. Também está proibido de deixar o país.

 

Na cobertura do prédio, há uma ampla e moderna área de lazer, com piscina, sauna, academia de ginástica, salão de festa e espaço gourmet. No térreo, existe um campo de futebol de grama sintética, um parquinho para crianças e área de convivência arborizada, com bancos de madeira.

 

Dirceu vai morar com a mulher, Simone Patrícia Tristão Pereira, e a filha, Maria Antônia, de 6 anos.

 

Fonte: *Via CB/Clipping

COMENTÁRIOS