compartilhar

TRACK CARE: Após dias de pane, GDF fecha contrato para restabelecer sistema de prontuários na rede pública

Empresa concordou em fazer manutenção emergencial gratuita ainda nesta quarta; sistema está fora do ar há, pelo menos, três dias. Manutenção contínua deve ser contratada até o fim do mês.

Com a finalidade de garantir o retorno do pleno funcionamento do Trakcare, sistema unificado de informação de saúde, a Secretaria de Saúde retomou, nesta quarta-feira (10), o diálogo com a empresa InterSystems, fabricante do programa, e firmou com ela novo acordo comercial para que, ainda hoje, a manutenção do software seja retomada e a situação seja regularizada.

 

Nesta segunda-feira (8), o Traccare tornou-se inoperante em todas as unidades de saúde da rede e impossibilitou o acesso dos profissionais de saúde a mais de dois milhões de prontuários.

 

Segundo o secretário adjunto de Gestão em Saúde, Ismael Alexandrino, o acordo será formalizado em contrato e será efetivado em aproximadamente 20 dias. "O ajuste firmado hoje prevê, entre outras coisas, a integração do sistema com o banco de dados e foi fechado no valor de R$ 4.980 milhões", esclareceu.

Alexandrino destacou que o último contrato de manutenção estabelecido entre a pasta e o fabricante teve o prazo expirado em fevereiro deste ano e, a partir de então, a gestão do sistema passou a ser feita pela equipe técnica da Coordenação Especial de Tecnologia da Informação (Cetinf) da Secretaria de Saúde.

 

"Nesse período tentamos negociar com a empresa um novo acordo, mas por duas vezes a InterSystems cobrou valores que não condizem com a prestação do serviço demandado. Na primeira vez, foi solicitado cerca de R$ 30 milhões, que incluía a cobrança de dívidas antigas feitas em governos anteriores e, na segunda proposta, pediram R$ 7.900 milhões."

 

O secretário adjunto acrescentou que o sistema passará por avaliação de peritos internos e externos para investigar os motivos que levaram à falta de funcionamento do Trakcare. "Vale ressaltar que todos os dados dos prontuários dos nossos usuários estão preservados em nosso banco de dados e que nada foi perdido", ressaltou Ismael ao comentar que, durante o período de falha, as cirurgias foram realizadas normalmente e todas as consultas serão remarcadas sem afetar a ordem da fila de espera.

 

 

ENTENDA  O Trakcare permite, entre outras coisas, que todas as informações de prontuário do paciente sejam inseridas ali e possam ser acessadas por qualquer profissional nas unidades de saúde informatizadas da rede.


Problemas constantes

 

Na segunda, profissionais que atuam na rede pública de saúde disseram ao G1 que os contratempos com o sistema TrakCare não são um caso isolado. De acordo com os funcionários, que não quiseram ser identificados, eles estão enfrentando dificuldades com o programa há mais de uma semana.

“O paciente que recebe atendimento não tem garantia se seu prontuário será salvo”, apontou uma servidora. Ela diz ainda que algumas cirurgias foram canceladas, porque os anestesistas não conseguem acessar o registro com o histórico dos pacientes. No último fim de semana, as guias de atendimento foram feitas à mão.

Questionada, a Secretaria de Saúde não confirmou se o problema com o TrakCare é algo rotineiro. A pasta também não apresentou esclarecimentos sobre o cancelamento de cirurgias.

 

COMENTÁRIOS