compartilhar

"TÔ FORA": Distrital Cláudio Abrantes anuncia oposição a Rollemberg e saída da Rede

Agente da Polícia Civil, o distrital deixa a base de apoio ao Executivo por falta de negociação para reajuste salarial da categoria

Depois de vários embates com o governador Rodrigo Rollemberg (PSB), o deputado Cláudio Abrantes anunciou nesta terça-feira (16/5) a saída da base de apoio ao Executivo.

O principal motivo da briga entre os dois foi a falta de negociação de Rollemberg para garantir a paridade salarial entre as polícias Civil e Federal.


 Agente da Polícia Civil de Brasília licenciado para o exercício de mandato parlamentar, Abrantes decidiu partir para a oposição.

A gota d’água se deu em uma reunião entre os dois na segunda (15), quando o governador se negou a avançar nas negociações com a polícia. O distrital também deixa a Rede, já que o partido integra a base governista.


Em um discurso extremamente duro, Abrantes ressaltou no plenário da Câmara que Rollemberg se nega a pedir apoio ao governo federal para conseguir reajustes à Polícia Civil do DF.

 

Os policiais estão em campanha há quase um ano.

 

 Eles pedem aumento de 37% no salário, o mesmo concedido à Polícia Federal. “O governador recebeu várias vezes a Polícia Civil, fez promessas, compromissos, propôs datas e não cumpriu com sua palavra. Onde não há compromisso, não tem como haver uma relação de apoio”, disse Abrantes.

As críticas não se restringiram às negociações com os policiais civis. Abrantes citou a falta de diálogo entre o Buriti e a Câmara Legislativa e lembrou episódios em que o GDF tomou decisões sem discutir com a sociedade, como no apagar de 2016, quando as passagens do transporte público foram reajustadas.

O deputado disse que o governo “virou as costas para a população várias vezes”.(*Por:Kelly Almeida)

 

Fonte: *Via Metropole/Clipping

COMENTÁRIOS