compartilhar

H1N1:Secretaria de Saúde vacinou 61 por cento do público-alvo contra gripe até agora

Grupo prioritário, profissionais da Educação podem se imunizar em escolas nesta terça-feira (23). Intenção é ampliar a adesão à campanha de prevenção ao vírus H1N1

A três dias do fim da campanha de vacinação contra a gripe, 419.258 pessoas se imunizaram no Distrito Federal, de acordo com a Secretaria de Saúde.

 

Os dados se referem a segunda-feira (22) e correspondem a 61% dos 687.155 do público-alvo apto a receber a dose, que barra a contaminação pelo vírus H1N1.

Campanha de vacinação contra gripe vai até sexta-feira (26).

Campanha de vacinação contra gripe vai até sexta-feira (26).



Até 26 de maio, crianças de seis meses a cinco anos de idade, portadores de doenças crônicas, mulheres grávidas, profissionais de saúde e de educação, além de idosos, devem ser vacinados.


Nesta terça-feira (23), profissionais da educação das redes pública e privada da Grande Brasília podem se vacinar contra a gripe em escolas. A medida visa ampliar a adesão do grupo à campanha de imunização, que começou em 17 de abril e se encerra na sexta-feira (26).


Para aplicar a dose, equipes da Secretaria de Saúde estarão até as 17 horas em 126 unidades de todas as regionais de ensino. Neste ano, professores e monitores da rede pública e particular foram incluídos na lista de grupos prioritários.

Uma medida essencial, segundo a enfermeira Adriana Santos, da Regional de Saúde de Ceilândia. “O entendimento do Ministério da Saúde é que, pela proximidade dos profissionais com crianças, é necessário vaciná-los”, explica.


Levar a vacinação para os centros de ensino facilita a rotina dos educadores. “A escola é um local de referência para todos nós. Então a campanha aqui facilita a participação geral”, explica a técnica em higiene dental Zilda Soares Moraes, de 67 anos.

Ela atua na Escola Parque Anísio Teixeira, em Ceilândia Sul, e, em anos anteriores, tinha que ir ao posto de saúde para se proteger da gripe. “Estamos sempre em contato com os alunos. Por isso é fundamental nos vacinarmos”, afirma.


A mobilização nas escolas ocorre nesta terça-feira (23), mas quem não conseguir ir aos locais pode procurar os centros de saúde para obter a dose contra o vírus H1N1.

Grupos prioritários para vacinação contra a gripe pela rede pública de saúde:

  • Crianças de 6 meses a 5 anos incompletos
  • Detentos
  • Gestantes
  • Funcionários do sistema prisional
  • Idosos
  • Indígenas
  • Jovens do sistema socioeducativo
  • Pessoas com doenças crônicas
  • Professores das redes pública e privada e outros profissionais da saúde
  • Puérperas (mulheres cujo parto ocorreu até 45 dias antes da vacina)

Os idosos, que durante a campanha estiverem sem condições físicas de se deslocar até os postos, podem agendar a vacina em domicílio pelo telefone Disque-Saúde 160.

A campanha abrange 687.155 pessoas no Distrito Federal. A meta é vacinar pelo menos 90% de cada categoria. Isso significa um crescimento em relação ao ano passado, quando esse número foi estabelecido em 80% e foi superado


Vacinação contra Influenza tem menor adesão entre crianças

 

Apenas 40% do público entre 6 meses e menores de 5 anos de idade foram vacinados

 Cerca de 419 mil pessoas foram vacinadas contra influenza no Distrito Federal, desde o início da campanha, em 17 de abril. Isso representa 61% do público alvo. A meta é imunizar 687.155 pessoas até 26 de maio.

O público de menor adesão foi o de crianças de seis meses a menores de cinco anos: apenas 40% das 184.047 pessoas dessa faixa etária receberam a vacina.

 

"A adesão ainda é baixa. Muito provavelmente vamos prorrogar a campanha, porém isso só será definido na sexta-feira (26)", adianta a gerente de Vigilância Epidemiológica e Imunização, Olga Rodrigues.

 

O público com maior índice de vacinação foi de pessoas privadas de liberdade e trabalhadores do sistema prisional: 96,1%. Em seguida estão os idosos, com 79% de imunização, professores (75%), pessoas com comorbidades (62%), trabalhadores da saúde (53%), puérperas (53%) e gestantes (49%).

 

PROFESSORES  Nesta terça-feira (23), 109 escolas recebem equipes de saúde para fazer a imunização em professores. A maioria dos estabelecimentos, 67, fica na Região Sul (Gama e Santa Maria), que até agora apresentou a menor taxa de adesão entre as regiões de saúde do DF. "A meta é vacinar 3.354 professores nas duas cidades, com equipes volantes", cita Ana Lúcia Tavares Vidal, da Vigilância Sanitária da região.

 

Esse é o primeiro ano que os professores das redes pública e privada entram no público alvo da campanha contra o Influenza. Segundo o Governo de Brasília, a inclusão desses profissionais se deve ao fato de que eles lidam com muitas crianças diariamente, facilitando a circulação do vírus.

 

GRUPOS - Para 2017, os grupos a serem vacinados são os profissionais da saúde, pessoas de 60 anos ou mais de idade, crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos de idade (quatro anos, 11 meses e 29 dias), as gestantes, as puérperas (até 45 dias após o parto). A lista inclui ainda os povos indígenas, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, adolescentes e jovens que estejam cumprindo medidas socioeducativas, a população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

 

Confira aqui a lista das salas de vacinação..

 

COMENTÁRIOS