compartilhar

TECNOLOGIA: Detran economiza 92 por cento de energia com troca de lâmpadas de semáforos por LED

Com a substituição dos modelos incandescentes por LEDs, custo do consumo dos 3.160 sinaleiros em toda Grande Brasília caiu de R$ 385 mil para R$ 30 mil por mês

R$ 4,2 milhões==>>Economia anual no custo da energia elétrica dos semáforos, com a troca de tecnologia


Os 3.160 semáforos de toda a Grande Brasília, instalados pelo Departamento de Trânsito (Detran-), tiveram suas lâmpadas incandescentes substituídas por 7.160 LEDs (diodos emissores de luz).

Isso resultou em uma economia de 92% no custo da energia elétrica consumida pelos equipamentos.

Com a substituição dos modelos incandescentes por LEDs, custo do consumo dos 3.160 sinaleiros em todo o DF caiu de R$ 385 mil para R$ 30 mil por mês.

Com a substituição dos modelos incandescentes por LEDs, custo do consumo dos 3.160 sinaleiros em todo o DF caiu de R$ 385 mil para R$ 30 mil por mês.

O consumo de energia elétrica dos 2.131 sinaleiros de veículos e dos 1.029 de pedestres custava ao Detran-DF em torno de R$ 385 mil por mês. Com o uso da nova tecnologia, o valor foi reduzido para apenas R$ 30 mil mensais.

A tecnologia LED é mais resistente, tem durabilidade aproximada de cinco anos e baixo consumo de energia.

 

Além disso, proporciona melhor visibilidade, sem ofuscamento da visão, como acontece no caso da lâmpada incandescente.

Por ano, o gasto do órgão com energia nos semáforos era em torno de R$ 4,6 milhões. Agora, o valor estimado caiu para R$ 360 mil, o que significa uma economia anual de R$ 4,2 milhões.


A expectativa é que os LEDs diminuam também o valor da manutenção dos equipamentos, da ordem de R$ 724 mil por mês. Os gastos ocorrem principalmente na época das chuvas, quando 40% das lâmpadas comuns queimam e provocam transtornos nos cruzamentos de veículos.


Termo de cooperação com a CEB

A troca da tecnologia foi resultado de um termo de cooperação entre o Detran e a Companhia Energética de Brasília (CEB), para implementação de projeto de eficiência energética com substituição das lâmpadas de todos os semáforos do Plano Piloto e cidades-satélites.

Todo material utilizado foi adquirido pela CEB, dentro do orçamento do seu programa de eficiência energética. Já a mão de obra foi mobilizada pelo Detran, sem custo adicional, uma vez que já estava inclusa no contrato de manutenção semafórica.

 

COMENTÁRIOS