compartilhar

LICITAÇÃO: GDF abre edital e prevê gastar R$ 225 mil com capas de chuva para o SAMU

Aviso de abertura da licitação foi publicado nesta quinta pela Secretaria de Saúde em Diário Oficial. Pasta afirma que capas de chuva vão atender 1,2 mil servidores.

O governo do Distrito Federal publicou nesta quinta-feira (25), em Diário Oficial, a abertura de um pregão eletrônico para comprar até R$ 225,2 mil reais em capas de chuva.

 

Segundo a publicação, o material deve ser usado pelo corpo funcional do SAMU. Se o cronograma for cumprido até o fim, o resultado da concorrência deve ser divulgado no próximo dia 6.

De acordo com o edital, a previsão é de que 2 mil uniformes impermeáveis sejam adquiridos, para uso dos 1,2 mil funcionários do SAMU. Fazendo uma conta simples de divisão, cada capa deve custar R$ 112,63 aos cofres públicos.


Responsável pelo processo licitatório, a Secretaria de Saúde afirmou ao G1 que, apesar de o número de servidores ser menor do que o número de capas, há uma justificativa para a quantidade de itens que deverão ser comprados.

 

"Entre eles [servidores], estão 800 que atuam nas viaturas e, por conta disso, vão receber um par de capas de chuva cada."

 

O G1 perguntou, mas a pasta não informou a partir de que mês as capas de chuva serão utilizadas pelos socorristas. Ainda segundo a Secretaria de Saúde, a durabilidade das capas vai depender do uso de cada unidade. O período de estiagem na Grande Brasília, geralmente, começa em maio e só termina em meados de outubro.

 

Compras anteriores

 

Em maio de 2013, o Governo do Distrito Federal propôs uma compra semelhante.

A licitação previa a aquisição de até 17 mil capas de chuva por R$ 5,3 milhões, para uso da Polícia Militar durante a Copa das Confederações – na época, a PM tinha 15 mil membros.


O anúncio da compra do material causou embaraço ao governo, porque na época da realização dos eventos – junho e julho – os níveis históricos de chuva em Brasília são baixos.

Também, o custo com as capas equivalia a cinco vezes o previsto para a compra de armamento e ao dobro com a montagem de delegacias móveis, por exemplo.

Lista de itens que a Polícia Militar pretendia adquirir para a Copa das Confederações (Foto: Reprodução) Lista de itens que a Polícia Militar pretendia adquirir para a Copa das Confederações (Foto: Reprodução)
Lista de itens que a Polícia Militar pretendia adquirir para a Copa das Confederações

O investimento com as capas estava previsto entre os projetos da Secretaria de Segurança do GDF para a Copa do Mundo de 2014, que somam ao todo R$ 60 milhões.

O preço final de cada capa dependeria do resultado do pregão eletrônico.

Na época, a assessoria do governador Agnelo Queiroz informou que a compra das capas de chuva não era prioritária para o evento e que, apesar de ser uma necessidade da PM, deveria ter sido colocada em outra licitação.

 

Fonte: *Via G1/Clipping

COMENTÁRIOS