compartilhar

R$ 900 MIL: Ferrari fica completamente destruída após colisão gravíssima no Lago Sul, bairro nobre de Brasília

Segundo testemunhas, motorista estava em alta velocidade e bateu em carro onde estavam mãe e filha de um ano e sete meses

Um acidente envolvendo uma Ferrari vermelha e um Hyundai ix35 chamou a atenção de quem passava pela Estrada Parque Dom Bosco (EPDB) na madrugada deste sábado (27/5).

 

O carro de luxo ficou completamente destruído depois de bater no outro veículo, onde estavam mãe e filha de um ano de sete meses. Segundo testemunhas contaram à Polícia Militar, o motorista da Ferrari estava em alta velocidade.

O velocímetro do automóvel estaria marcando 120km/h. Ele nega.

Noel Hatem, passageiro da Ferrari, sofreu ferimentos na cabeça e pescoço

 

 

 

Noel Hatem, passageiro da Ferrari, sofreu ferimentos na cabeça e pescoço

 

 

 

 

Ainda de acordo com a PM, o acidente ocorreu quando a mulher foi fazer o retorno próximo à QL 14 do Lago Sul e ao Deck Brasil. Ela afirmou à polícia que a Ferrari estava longe, por isso resolveu entrar com o veículo na avenida.


Fernando Ewerton Cezar da Silva, 30 anos, que conduzia a Ferrari, não conseguiu parar o veículo e bateu na traseira do carro da mulher, que capotou.

Com a colisão, ele foi parar no canteiro lateral da pista. Chegou a derrubar uma placa de sinalização de trânsito.

 

 

Ainda de acordo com informações da Polícia Militar, Fernando se recusou a fazer o teste do bafômetro e foi conduzido à 1ª Delegacia de Polícia.

Na DP, o motorista afirmou que estava a no máximo 80 Km/h e que o outro carro entrou na faixa da direita em baixa velocidade. Após de assinar um Termo Circunstanciado, Fernando foi liberado.

Resultado de imagem para Ferrari fica completamente destruída após colisão no Lago Sul

Fernando ficou com ferimentos leves na perna. Mãe e filha não se feriram gravemente. Elas receberam os primeiros socorros no local do acidente e não precisaram ser levadas ao hospital.

Felipe Ewerton, irmão do motorista, contou que, apesar de o irmão se recusar a fazer o teste do bafômetro, o médico do Instituto Médico Legal (IML) constatou que ele não estava embriagado. O exame, segundo a Polícia Militar, deu negativo.


“Não posso defendê-lo nem acusá-lo. Mas é prudente que, antes de apontar acusados, esperemos a resultado da perícia, que deve sair em 15 dias. O importante é que todos estão bem. A senhora saiu do carro sem ferimentos e ainda foi perguntar pela situação do meu irmão”, disse Felipe.

6873

Fernando Ewerton (à direita) com o irmão gêmeo Felipe

A reportagem apurou que a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) de Fernando está suspensa devido a infrações cometidas em 2010, 2011 e 2012. Todas por alcoolemia ao volante. Por lei, só poderia dirigir após regularizar a situação junto o Departamento de trânsito do Distrito Federal (Detran). O irmão de Fernando, no entanto, afirmou que ele não estava com a habilitação no momento do acidente pois teve a carteira roubada durante uma viagem.

img_3234-2

 

O OUTRO CARRO ENVOLVIDO NO ACIDENTE

 

 

Fernando Ewerton pertence a uma família conhecida em Brasília. O irmão gêmeo dele é proprietário de uma boate voltada para o público GLS e o pai dono de uma concessionária especializada em carros importados.

Em vídeo que circula no WhatSapp, a Ferrari de Fernando, que custou R$ 900 mil, aparece fazendo manobras radicais no Autódromo de Brasília no último domingo (21).

 

Fonte: *Por:Mirelle Pinheiro/Metropole/Clipping

COMENTÁRIOS