compartilhar

PACIENTES COM CÂNCER: Lei obriga GDF dar peruca a pessoas em tratamento de quimioterapia

Segundo norma, promulgada pela Câmara Legislativa, governo deverá organizar um banco com o acessório a partir da captação de doações

Pacientes com câncer que fazem tratamento de quimioterapia no Sistema Único de Saúde (SUS) no Distrito Federal terão direito a receber uma peruca.

 

É o que prevê lei vetada pelo governador Rodrigo Rollemberg (PSB), mas promulgada pela Câmara Legislativa nesta segunda-feira (29/5) e publicada no Diário Oficial do DF.


Segundo a lei, o GDF deverá fornecer perucas aos pacientes que perderem o cabelo durante tratamento e organizar um banco com o acessório a partir da captação de doações.

 

O valor deverá ser pago por dotações orçamentárias próprias. O Executivo tem 60 dias para regulamentar a norma.

Perucas com cabelo natural chegam a ser comercializadas por até R$ 1 mil. A reportagem procurou a Secretaria de Saúde para saber como vai funcionar o serviço, mas até a publicação da matéria não teve retorno.

Saiba mais

 

A Secretaria de Saúde informou que no Hospital de Base são doadas perucas por meio da rede de voluntariado. A Rede Feminina doa perucas à pacientes em tratamento de câncer. Este ano já ocorreram duas doações e há previsão de nova doação no segundo semestre. Em março, foram doadas 50 perucas para pacientes que fazem acompanhamento médico ou estão em tratamento quimioterápico no hospital.

As pacientes são cadastradas na Rede Feminina, com o pedido médico da oncologia e apresentação de laudo da biopsia. O tempo médio de espera é de três meses para recebimento da peruca.

Para confeccionar as perucas, a Rede Feminina recebe doação de cabelos com pelo menos 20 centímetros de comprimento, cortados e amarrados com elástico. As voluntárias hidratam os cabelos doados e costuram as perucas.

 

Fonte: *Por:Nathália Cardim/Metropole/Clipping/G1

COMENTÁRIOS