compartilhar

CAPTURADO: Acusado de latrocínio em Brasília é preso pela polícia do Rio de Janeiro

Henrique Douglas, 27 anos, tinha um mandado de prisão em aberto e pena de 18 anos e 8 meses. Segundo a Justiça, ele cometeu latrocínio

A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu um foragido condenado por latrocínio no Distrito Federal.

De acordo com o portal G1, o homem já dirigiu para aplicativos como Uber e Cabify e foi preso nessa segunda-feira (29/5), na Barra da Tijuca, Zona Norte do Rio.

 

Segundo a Polícia Civil, Henrique Douglas de Oliveira Reis, de 27 anos, tinha um mandado de prisão em aberto e tem condenação por latrocínio – roubo seguido de morte.

Resultado de imagem para Henrique Douglas, 27 anos

Em 2010, a Justiça do DF o condenou a 18 anos e 8 meses de reclusão no regime fechado.

De acordo com a investigação, ele atirou em duas pessoas durante um assalto a uma residência; uma delas morreu.

A polícia informou que a prisão só foi possível devido à troca de informações de inteligência entre as corporações das unidades da Federação.


 

O Uber informou que Henrique foi banido do cadastro de motoristas que podem ser chamados pelo aplicativo em 2016. Ele estava proibido de realizar novo cadastro com a sua documentação.


O Cabify informou que lamenta profundamente o ocorrido “e esclarece que cumpre processos globais de segurança no cadastramento de todos os seus motoristas parceiros”. Ainda segundo a plataforma, no momento em que Douglas solicitou seu credenciamento, todos os documentos foram apresentados, sendo que as certidões criminais foram negativas em relação a eventuais antecedentes.

 

 

 

Fonte: *Via Metropole/Clipping

COMENTÁRIOS