compartilhar

NO GINÁSIO DO CRUZEIRO: Abertos oficialmente, Jogos Escolares do Distrito Federal 2017 vão até setembro

Solenidade foi nesta quinta (1º), em ginásio poliesportivo no Cruzeiro. Disputas da 57ª edição começaram em 5 de maio, etapa classificatória para a fase distrital

“Este evento foi o pontapé inicial na minha carreira de atleta. Não fosse ele, eu não teria os títulos que conquistei”, discursou o bicampeão de atletismo nos Jogos Pan Americanos de 2003 e 2007, Hudson de Souza, na abertura oficial dos 57º Jogos Escolares do Distrito Federal.

 

Hudson também foi recordista sul-americano dos 1.500 metros e medalhista de ouro dos 5.000 metros nos Jogos Pan Americanos de 2003. Ele participou dos Jogos Escolares do DF quando estudava no Centro Educacional 1 de Sobradinho.


Solenidade foi nesta quinta (1º), em ginásio poliesportivo no Cruzeiro
Solenidade de abertura dos 57º Jogos Escolares do DF foi nesta quinta (1º), em ginásio poliesportivo no Cruzeiro. 

A cerimônia ocorreu no ginásio poliesportivo da Administração Regional do Cruzeiro, na tarde desta quinta-feira (1º).

As disputas já começaram em 5 de maio, para a qualificação regional para os esportes coletivos, que segue até 14 de junho.

Os classificados regionalmente passarão para a fase distrital, agendada para os meses de junho a setembro.


Para incentivar os alunos, também participaram da solenidade os brasilienses Hugo Parisi, representante olímpico do Brasil nos saltos ornamentais desde Atenas 2004, e Leila Barros, secretária do Esporte, Lazer e Turismo, que conquistou o bronze no vôlei das Olimpíadas de Atlanta (1996) e Sydney (2000).


"Esta parceria entre esporte e educação é uma forma de incentivar que nossos jovens participem de atividades altamente educativas, desenvolvam o espírito de cooperação e a disciplina"Júlio Gregório Filho, secretário de Educação.


“Muito mais que uma fábrica de novos atletas, o esporte é adquirir valores, a disciplina, o foco e o entendimento de que ganhar e perder faz parte da vida, e que sempre teremos o outro dia para fazer diferente”, comentou a ex-jogadora.

Para o secretário de Educação, Júlio Gregório Filho, as 57 edições reforçam o sucesso do projeto. “Esta parceria entre esporte e educação é uma forma de incentivar que nossos jovens participem de atividades altamente educativas, desenvolvam o espírito de cooperação e a disciplina”, destacou. Gregório Filho ressaltou também que a iniciativa está dentro do modelo de currículo que extrapole a sala de aula.


Cerca de 9 mil estudantes são esperados nos Jogos Escolares

Neste ano, mais de 170 escolas particulares e públicas integram o torneio, e a expectativa é contar com cerca de 9 mil estudantes, segundo a Educação. As disputas são divididas em duas categorias — de 12 a 14 anos e de 15 a 17 anos — e nos gêneros masculino e feminino.


Os Jogos Escolares têm quatro modalidades coletivas — basquete, futsal, handebol e vôlei — e dez individuais: atletismo, badminton, ciclismo, ginástica rítmica, judô, luta olímpica, natação, tênis de mesa, vôlei de praia e xadrez.


 

A competição funciona como seletiva para os Jogos Escolares da Juventude, em nível nacional. Neste ano, Brasília será uma das cidades-sede do maior evento esportivo estudantil do País. A capital federal receberá a etapa de 15 a 17 anos dos Jogos da Juventude, de 16 a 25 de novembro. Antes, a disputa de 12 a 14 anos será em Curitiba (PR), de 12 a 21 de setembro.

 

COMENTÁRIOS