compartilhar

ELEIÇÃO 2014: CODHAB vai indenizar funcionário obrigado a fazer campanha para o PT

CAMPANHA ERA PARA CANDIDATOS DO PT À PRESIDÊNCIA, SENADO E GDF

A Justiça do Trabalho condenou a Companhia Habitacional do Distrito Federal (Codhab) a pagar indenização a um funcionário que teria sido obrigado, por seus superiores, a fazer campanha política para os candidatos do Partido dos Trabalhadores (PT) à presidência, Senado e ao governo do DF, nas eleições de 2014.

 

Com a decisão do juiz Jonathan Quintão Jacob, da 17ª Vara do Trabalho de Brasília, a companhia terá que pagar R$ 10 mil em danos morais.

 

De acordo com a denúncia feito pelo empregado, ele e outros funcionários faziam campanha todos os dias, incluindo os sábados, no horário de trabalho e de almoço.

 

Representantes da legenda entregavam bandeiras, crachás, bonés, adesivos, panfletos, apitos e santinhos para distribuição, principalmente, nas manifestações políticas que ocorriam no Setor Comercial Sul, nas proximidades da empresa e na Rodoviária.


Os funcionários eram ameaçados caso se recusassem a fazer campanha para o partido.

 

Segundo o funcionário que denunciou a situação, os superiores os ameaçavam de demissão. De acordo com a Codhab, não há comprovação de que os antigos gestores obrigavam seus funcionários a fazerem campanha para o PT. A legenda também negou o ocorrido e diz não conhecer o empregado.

 

COMENTÁRIOS