compartilhar

PATOLOGIAS DIVERSAS: Secretaria de Saúde confirma morte de quatro bebês internados na UTI do HMIB

Mortes foram registradas nesta segunda-feira. Segundo secretaria, casos são consequência de complicações específicas de cada paciente.

Quatro bebês internados na UTI do Hospital Materno Infantil de Brasília (HMIB) morreram na unidade. As mortes foram registradas na segunda-feira (5) e confirmadas pela Secretaria de Saúde nesta terça.

 

De acordo com a pasta, todos os casos são consquência de complicações específicas de cada paciente, e não por uma causa comum.

Um dos bebês estava internado há um mês e meio, e não apresentou boa evolução do quadro clínico. Dois nasceram com "pouca chance de sobrevida". O último tinha complicações digestivas.

Resultado de imagem para HMIB DF

Ainda segundo a secretaria, todos os pequenos internados na UTI do hospital contam com assistência 24 horas, de forma ininterrupta.


"A Secretaria de Saúde informa que o Hospital Materno Infantil de Brasília é a unidade referência no atendimento de alta complexidade para pediatria e ginecologia. Os pacientes internados na Unidade de Terapia Intensiva geralmente estão com quadro de saúde grave e complexo."


 

Outros casos

 

Em março, o atendimento no centro obstétrico do hospital foi restrito. A decisão foi tomada após exames apontarem que um bebê que morreu na UTI neonatal do hospital, na última semana, estava colonizado com a bactéria multirresistente (ou "superbactéria") Serratia. Outras duas mortes foram investigadas.


Em janeiro, problemas com fornecedores levaram o HMIB a suspender os partos. Segundo a empresa que abastece as caldeiras da instituição, o governo não tinha pago uma dívida de R$ 200 mil, referentes às faturas de outubro e novembro do ano passado. Na época, a Secretaria de Saúde afirmou que tentava negociar com a empresa a volta do serviço.

 

Fonte: *Via G1/Clipping

COMENTÁRIOS