compartilhar

OSCAR NIEMEYER: Ministério da Cultura determina tombamento de obras do arquiteto de Brasília

São pelo menos 27 conjuntos arquitetônicos espalhados pelo país. Maior parte fica na capital federal; veja lista completa.

O Ministério da Cultura confirmou nesta quarta-feira (7) o tombamento das obras do arquiteto Oscar Niemeyer.

São pelo menos 27 projetos, espalhados pelo país.

 

A maior parte se concentra em Brasília.

 

O conjunto inclui a Praça dos Três Poderes, o Palácio do Planalto, o Palácio da Alvorada, o Congresso Nacional, o Supremo Tribunal Federal e o Itamaraty.


Pelas regras, constitui patrimônio histórico elementos "cuja conservação seja de interêsse público, quer por sua vinculação a fatos memoráveis da história do Brasil, quer por seu excepcional valor arqueológico ou etnográfico, bibliográfico ou artístico".


Assim, o conjunto tombado fica sujeito à vigilância permanente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Isso significa que, se forem fazer intervenções estruturais nos prédios, tudo tem que passar por aprovação do Iphan.

O Iphan informou ao G1 que o o que foi publicado nesta quarta é uma é a homologação do tombamento. A medida representa uma consolidação do processo iniciado pelo próprio Niemeyer em 2007. As obras não vão receber nenhum aporte para manutenção.


Niemeyer deixou um legado de cerca de 200 projetos realizados em diversas partes do Brasil e no exterior. Ele morreu em dezembro de 2012, aos 104 anos. O trabalho dele, cheio de curvas em concreto, tornavam o estilo inconfundível.

Mulher é vista no Palácio do Planalto, em Brasília. Ao fundo é possível ver a Praça dos Três Poderes (Foto: Marcelo Brandt/G1)
Mulher é vista no Palácio do Planalto, em Brasília. Ao fundo é possível ver a Praça dos Três Poderes

 

Veja abaixo as obras tombadas

 

 

  • Museu da Cidade
  • Espaço Lúcio Costa
  • Panteão da Liberdade e Democracia
  • Teatro Nacional
  • Memorial JK

 

Panteão da Liberdade e Democracia, em Brasília (Foto: Marcelo Brandt/G1)
Panteão da Liberdade e Democracia

Interior do Museu da República, parte do Conjunto Cultural da República, em Brasília  (Foto: Marcelo Brandt/G1)

Interior do Museu da República, parte do Conjunto Cultural da República,

 

  • Memorial dos Povos Indígenas
  • Conjunto Cultural Funarte
  • Espaço Oscar Niemeyer
  • Conjunto Cultural da República
  • Edifício do Touring
  • Club do Brasil
  • Praça dos Três Poderes
  • Casa de Chá
  • Pombal
  • Palácio da Justiça
  • Palácio Itamaraty e anexos
  • Palácio do Itamaraty, em Brasília (Foto: Marcelo Brandt/G1)

Palácio do Itamaraty


 

  • Capela Nossa Senhora de Fátima
  • Conjunto do Palácio da Alvorada
  • Congresso Nacional
  • Palácio do Planalto
  • Supremo Tribunal Federal
  • Ministérios e anexos
  • Quartel General do Exército
  • Palácio Jaburu
  • Casa das Canoas
  • Conjunto da Passarela do Samba
  • Museu de Arte Contemporânea-MAC
  • Conjunto do Parque do Ibirapuera, especificamente: a Grande Marquise, o Palácio das Nações (Pavilhão Manoel da Nóbrega), o Palácio dos Estados (Pavilhão Francisco Matarazzo Sobrinho), o Palácio das Industrias (Pavilhão Armando de Arruda Pereira), o Palácio de Exposições ou das Artes (Pavilhão Lucas Nogueira Garcez, também conhecido como "Oca") e o Palácio da Agricultura
  • Museu de Arte Contemporânea (MAC) de Niterói, projeto de Oscar Niemeyer, com o Cristo Redentor ao fundo (Foto: Alexandre Durão/G1)

Museu de Arte Contemporânea (MAC) de Niterói, projeto de Oscar Niemeyer, com o Cristo Redentor ao fundo


Memorial Juscelino Kubitschek, em Brasília (Foto: Marcelo Brandt/G1)
Memorial Juscelino Kubitschek

 

Fonte: *Via G1/Clipping

COMENTÁRIOS