compartilhar

UNIVERSIDADE PARA TODOS: Bolsas de estudos integrais e parciais a estudantes de baixa renda no ProUni

A área da educação vem apresentando mudanças consideráveis, com uma expansão significativa de acesso aos ensinos fundamental e médio e, posteriormente, uma massa de jovens almejando cursar o ensino superior.

Paralelo a esse processo, as faculdades e universidades privadas também se prepararam para absorver estes jovens recém-formados.


Para que isso fosse possível, o ProUni foi criado com a finalidade de conceder bolsas de estudos integrais e parciais a estudantes de baixa renda, que, praticamente, não tem oportunidade de chegar ao Ensino Superior, a fim de inseri-los em cursos de graduação e sequenciais de formação específica , em instituições privadas do ensino superior.


Para concorrer a uma dessas bolsas, o estudante deve atender a alguns requisitos, como fazer o exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e obter pelo menos 450 pontos de média nas notas.

Não pode ter tirado nota zero na redação. Em seguida as inscrições para o ProUni deverão ser feitas apenas pelo site do programa. Para conseguir se cadastrar é preciso informar o CPF, número de inscrição do Enem e a senha.


Ao entrar no site, o estudante escolhe, por ordem de prioridade, até duas opções de cursos de seu interesse em uma ou mais instituições e o tipo de bolsa (integral ou parcial). Durante o período de inscrição, o candidato poderá alterar suas opções, se assim desejar. Será considerada válida a última inscrição realizada.

No final do prazo de inscrição, caso haja mais alunos do que vagas, o ProUni selecionará os candidatos melhores classificados em cada curso, por modalidade de concorrência, de acordo com suas notas no Enem 2016.


Nota de corte
Uma vez por dia, o ProUni calcula a nota de corte (menor nota para ficar entre os potencialmente selecionados) para cada curso ? com base no número de vagas disponíveis e nas notas dos candidatos inscritos naquele curso. Com isso, o estudante pode saber se a sua nota lhe permite obter a bolsa na faculdade que e, se não, alterar suas opções,


Vestibular
O candidato não precisa fazer o vestibular da instituição de ensino que está pleiteando a bolsa do ProUni, a inscrição para conseguir a bolsa é feita a partir da nota do Enem.


Mas, fique atento, algumas instituições participantes optam por aplicar provas de seleção aos candidatos pré-selecionados pelo ProUni. Essa prova é isenta de cobrança de taxa. No momento da inscrição no ProUni, o candidato fica sabendo se a faculdade para a qual quer se inscrever aplica o exame de seleção.


Tipos de bolsas – O ProUni oferece dois tipos de bolsas: integral e parcial (50% da mensalidade). A bolsa integral é para estudantes com renda familiar, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. A bolsa parcial é destinada aos estudantes com renda familiar, por pessoa, de até três salários mínimos.

As bolsas do ProUni valem para toda a duração do curso, mas para continuar recebendo o benefício o estudante precisa ser aprovado, no mínimo, em 75% das disciplinas cursadas em cada período letivo.


Atendendo aos requisitos
Além de ter a nota mínima no Enem, para ter a bolsa do ProUni o estudante precisa ter renda familiar, por pessoa, de até três salários mínimos; ter cursado todo o ensino médio em escola pública ou ter cursado parte ou todo o Ensino Médio em escola privada com bolsa integral; ser portador de deficiência física; ser professor da rede pública de ensino básico, concorrendo a vagas em cursos de licenciatura, normal superior ou pedagogia.

 

Fonte: *Por:Carolina Paiva/Notibras/Clipping

COMENTÁRIOS