compartilhar

'PRIIIIIIIIII": Polícia Militar abre licitação para comprar 3 mil apitos por até R$ 65 mil

Material será usado por 2,8 mil agentes de trânsito da corporação. Até então, 'apitos eram comprados em muitas ocasiões pelo próprio policial', afirma corporação.

A Polícia Militar do Distrito Federal abriu licitação nesta semana para comprar apitos para controle do trânsito. A previsão é de gastar até R$ 65 mil na aquisição. Ao G1, a PM informou que serão comprados 3.097 apitos, do modelo “gaita”. Eles devem ser adquiridos dependendo da disponibilidade de orçamento e da necessidade da corporação.


Questionada, a PM explicou que chegou ao número de apitos licitado com base em um cálculo. “Existem 2.815 policiais militares que trabalham com trânsito e também foi calculada uma reserva técnica de 10%, o que totaliza 3.097 apitos”, afirmou a instituição. Cada um sairia por R$ 21.


A polícia também justificou a necessidade da compra. “A última leva de apitos foi repassada pelo DER aos policiais do BPRv [o batalhão rodoviário]. A importância dessa aquisição é justificada pela necessidade de melhorar a fiscalização e o cuidado com as pessoas, uma vez que os silvos de apito estão convencionados na legislação de trânsito”, continuou a PM.

 

“Os apitos eram comprados em muitas ocasiões pelo próprio policial.”

 

 

Imagem relacionadaO poder do apito

 

No Código de Trânsito, o barulho do apito faz parte das sinalizações previstas às quais os motoristas e pedestres devem se atentar.

Os sinais sonoros só podem ser usados juntos com os gestões do agente, seguindo o seguinte padrão: um silvo breve significa siga; dois silvos breves, pare; e um silvo longo determina que se diminua a marcha.

Pelas regras, os gestos e apitos do agente de trânsito são ordens que prevalecem sobre as regras de circulação e qualquer outra sinalização, como placa de pare ou sinal vermelho.

 

Fonte: *Via G1/Clipping

COMENTÁRIOS