compartilhar

MELIANTES ASQUEROSOS: Quadrilha roubava clientes na saída de bares do Plano Piloto e os deixava nus

Grupo criminoso composto por três homens e um casal de adolescentes foi detido por agentes da Divisão de Repressão a Sequestros (DRS)

Policiais civis cumpriram nesta quarta-feira (21/6) cinco mandados de prisão preventiva contra integrantes de uma associação criminosa especializada em roubo com restrição de liberdade e extorsão qualificada no Distrito Federal.

 

O grupo, composto por um casal de adolescentes e três homens, agia na região central de Brasília e nas proximidades de bares.


Durante as investigações conduzidas pela Divisão de Repressão a Sequestros (DRS), agentes apuraram que os envolvidos praticavam os crimes desde novembro do ano passado.

O titular da DRS, delegado Leandro Ritt, informou que o modo como o grupo agia foi o que mais chamou atenção: “Eles eram bem violentos com as vítimas e costumavam abandonar os frequentadores de bares em áreas desertas, amarradas e sem roupa”.


Ao todo, o grupo praticou cinco sequestros relâmpagos em um período de 60 dias. O caso mais grave ocorreu no Lago Norte, onde uma família foi feita refém dentro da residência, em novembro de 2016. 

“A PCDF recomenda um extremo cuidado das pessoas ao se aproximarem dos veículos. Que não percam tempo antes de dar a partida para diminuir os riscos de uma abordagem”, orienta.


Isca
De acordo com as apurações, os integrantes agiam sempre de madrugada e de duas maneiras. Eles abordavam clientes de bares quando se dirigiam aos veículos estacionados em vias e estacionamentos públicos. Outras vezes, utilizavam uma adolescente de 17 anos como isca, que parava os motoristas pedindo ajuda.

A menor rendia os motoristas usando uma arma e anunciava o assalto. Após o sequestro, os criminosos abandonavam as vítimas amarradas em áreas desertas do Paranoá e de São Sebastião e fugiam no veículo com os objetos roubados. Eles também exigiam as senhas dos cartões bancários para realizar transações.

“Em um dos casos, a vítima foi obrigada a levar os autores até a residência, no Lago Norte, onde a família permaneceu refém e foi agredida, enquanto os indivíduos subtraíam objetos de valor”, explicou o chefe da DRS, delegado Leandro Ritt.

 

A polícia pede que as pessoas que foram roubadas pelo grupo se apresentem. Denúncias poderão ser feitas pelo site da PCDF; Disque-Denúncia: 197 (ligação gratuita); Whatsapp: 61-98626-1197; ou pelo e-mail:denuncia197@pcdf.df.gov.br.

Veja imagens dos acusados:

 

JONAS DE SOUSA SILVA

ALESSANDRO M. BEZERRA DA SILVA


AGUINOS DE O. PEREIRA

 

 

Fonte: *Por:Nathália Cardim/Metropole/Clipping

COMENTÁRIOS