compartilhar

INCONSEQUENTE:Motorista de ônibus alcoolizado atropela, mata e é preso na Vila Estrutural.VEJA VÍDEO

Após ser localizado pela Polícia Militar, o homem de 44 anos alegou que não viu a vítima atravessar a rua de bicicleta

Um motorista da empresa São José, que estava alcoolizado, atropelou e matou José Gomes de Oliveira, 51 anos. De acordo com a ocorrência registrada na 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul), o condutor do coletivo fugiu do local do acidente, na Chácara Santa Luzia, na Vila Estrutural. O caso ocorreu na última segunda-feira (19/6).

Após ser localizado pela Polícia Militar, o motorista de 44 anos alegou que não viu a vítima atravessar a rua de bicicleta.

 

Só percebeu que atropelou José no momento em que os passageiros começaram a gritar e fazer gestos para ele parar o veículo.

 

O funcionário da empresa São José foi submetido, voluntariamente, ao exame de alcoolemia, no qual foi constatada a embriaguez. O equipamento deu o seguinte resultado: 0,94 mg/l. Acima de 0,3 mg/l, o índice é considerado crime.

O homem foi preso e autuado em flagrante por omissão de socorro, embriaguez ao volante e atropelamento fatal de pedestre. Ele foi encaminhado à Divisão de Controle e Custódia de Presos da Polícia Civil.


O filho da vítima, que não teve o nome divulgado, gravou um vídeo momentos após o acidente e contou como tudo ocorreu. Confira:



Ao Metropoles, a São José disse que está colaborando com as investigações, auxiliando a família e prestando a assistência necessária. O enterro de José, realizado no Maranhão, cidade natal da vítima, será custeado pela empresa. A assessoria de comunicação do grupo não informou se o funcionário será demitido. Apenas reforçou que aguarda o desdobramento das apurações policiais.

Estatísticas
No Distrito Federal, três em cada 10 mortes no trânsito envolvem o consumo de álcool e drogas. É  o que mostra um recorte do Departamento de Trânsito do DF (Detran) de 2016. Exames toxicológicos feitos pelo Instituto Médico Legal (IML) nas 391 vítimas que perderam a vida nas pistas da capital do país, no ano passado, mostram que, em 114 delas, ou 29%, havia a presença dessas substâncias no organismo.


Do total, 79 consumiram álcool, sendo 26 pedestres, 14 motociclistas, oito passageiros e dois ciclistas. Os dados servem de alerta para aqueles que ainda insistem em beber antes de dirigir ou atravessar uma via. Neste mês de junho, a Lei nº 11.705, a Lei Seca, completou nove anos.

 

Desde que entrou em vigor, o número de condutores dirigindo após o consumo de álcool cresceu, segundo informações do Detran. Mas, para o órgão, o aumento se deve também à intensa fiscalização nas vias que cortam o Distrito Federal.

 

Fonte: *Por:Mirelle Pinheiro/Metropole/Clipping

COMENTÁRIOS