compartilhar

TRÂNSITO BRASILIENSE: Policial dá três tiros durante briga de trânsito na Asa Norte na madrugada desta 3a. feira

Desentendimento aconteceu após uma 'fechada' no Eixinho. Policial afirmou que o outro motorista não atendeu a voz de prisão.

Uma briga de trânsito se transformou em perseguição e envolveu até tiros na Asa Norte, na madrugada desta terça-feira (27). Segundo a Polícia Militar, o carro de um policial civil do Pará foi fechado, na altura da 208 Norte.

 

O outro motorista, o técnico em ótica Ricardo Lopes, saiu de um posto de gasolina e entrou no Eixinho, ficando na frente do carro do policial.

Segundo Lopes, havia espaço para o carro do policial passar em segurança. “Eu estava saindo na faixa da direita, então ele podia muito bem passar pra faixa da esquerda”, disse.

Imagem mostra tiro na porta do carro (Foto: TV Globo/Reprodução)

 

Imagem mostra tiro na porta do carro

 

Ainda de acordo com a PM, começou uma perseguição que só terminou na altura da 214 Norte, quando o policial deu três tiros.

Um atingiu a bomba de combustível do carro, que sofreu pane no meio do Eixão. Ricardo Lopes afirma que o policial o ameaçou com a arma. “Ele disse: ‘Bota a mão na cabeça e deita no chão’. Aí eu falei: ‘Você é louco, vai matar um pai de família que está com filho na UTI. Eu saindo do posto dei seta. Que motivo você teria pra atirar em mim?”.


Ambos foram encaminhados para a 5ª Delegacia, na Asa Norte. O policial civil não quis dar declaração à imprensa. “Eu não vou me defender do que eu não fiz de errado”, declarou.Policial que atirou no trânsito diz que não fez nada de errado (Foto: TV Globo/Reprodução)

Policial que atirou no trânsito diz que não fez nada de errado 

 

Segundo a polícia, o agente do Pará afirmou que se sentiu ameaçado no trânsito e disparou contra o outro motorista depois que ele desobedeceu uma voz de prisão. Ele afirmou na delegacia que pretendia atirar no pneu e parar o veículo.


Ninguém foi preso. O policial do Pará responderá por disparo em arma de fogo e o outro motorista, Ricardo Lopes, responderá por direção perigosa. A polícia do DF não informou se enviará o carro a Corregedoria da Polícia Civil no Pará.

Carro que levou tiro no Eixão (Foto: TV Globo/Reprodução)

 

Fonte: *Via G1/Clipping

COMENTÁRIOS