compartilhar

IMÓVEL DE LUXO: MP afirma que deputado Fraga usou "laranja" para ocultar posse de apartamento

IMÓVEL ESTÁ REGISTRADO NO NOME DO EX-SUBSECRETÁRIO-ADJUNTO DO DEPUTADO

O Ministério Público do Distrito Federal (MPDF) aponta que o deputado federal Alberto Fraga (DEM) usou o seu ex-secretário-adjunto Júlio Urnau como laranja para ocultar a posse de um apartamento em um hotel de luxo da capital federal.

 

O órgão investiga um suposto esquema de corrupção na Secretária de Transportes, que teria ocorrido na gestão de Alberto Fraga, durante o governo de José Roberto Arruda (PR).


Durante as investigações, policiais foram até um apart-hotel que, segundo o MP, está registrado no nome de Júlio Urnau.

Resultado de imagem para ALBERTO FRAGANa recepção, a polícia encontrou anotações que proíbe a divulgação da permissão da entrada de Alberto Fraga, por Urnau.

Para o Ministério Público, essa é uma prova de que o apartamento estava na posse e sendo usado pelo deputado federal.

Resultado de imagem para blue tree brasiliaEm depoimento, o ex-subsecretário-adjunto disse que Fraga comprou o imóvel, mas pediu que o registro fosse feito em seu nome.

 

No apart foi encontrado ainda um documento que autoriza o uso do imóvel para Fraga e o filho.

O ex-secretário de Transportes nega as acusações.

Áudios suspeitos

Divulgados na última semana, áudios gravados em 2009 mostram Fraga supostamente discutindo propina enquanto era secretário de Transporte.

 

Resultado de imagem para julio urnauFraga aparece questionando o valor de repasses para Júlio Urnau. Em um das gravações, segundo o MP, o ex-secretário e deputado chegaria a questionar porque recebe menos que o subsecretário.

Alberto Fraga pergunta sobre um repasse de R$ 1,5 milhão feito a Urnau. Mas, segundo os outros interlocutores, o valor seria na verdade de R$ 1,7 milhão. 

Ainda de acordo com o MP, a propina discutida seria pagas por cooperativas, no processo de substituição de vans por micro-ônibus.

Resultado de imagem para jefferson magrão dfOutras pessoas conversam com Fraga na gravação: Jefferson Magrão, representante político junto às cooperativas, e Fontidejan Santana, então presidente da Associação das Cooperativas de Ônibus do DF.

 

Fonte: *Via Diário do Poder/Clipping

COMENTÁRIOS