compartilhar

VACINA PENTAVALENTE: Medicamento de imunização, que faz parte do calendário básico, está em falta na Grande Brasília

Imunização protege crianças contra difteria, tétano, coqueluche, meningite e hepatite. Secretaria de Saúde diz que estoque, fornecido pelo Ministério, deve ser reposto nesta semana.

A vacina pentavalente, que faz parte do calendário básico de imunização de crianças, está em falta na rede pública de saúde do Distrito Federal.

A vacina protege contra a difteria, tétano, coqueluche, hepatite B, meningite e outras doenças bacterianas.


A primeira dose deve ser administrada nos bebês aos dois meses de vida. As seguintes aos quatro e seis meses.

O primeiro reforço precisa ser dado quando a criança completar um ano, o segundo aos 4 anos de idade.

Segundo a Secretaria de Saúde, o estoque acabou, mas deve ser reposto ainda esta semana pelo Ministério da Saúde.

Sobram vacinas contra HPV

 

Enquanto os pais encontram cartazes informando sobre a falta da vacina pentavalente, servidores dizem que estão sobrando vacinas contra o HPV, mesmo após o Ministério da Saúde ter ampliado a faixa etária dos meninos.

Segundo funcionários, a remessa de vacina por parte do ministério foi tão grande que as doses podem vencer antes do uso.

A equipe da TV Globo encontrou nesta quarta-feira (28), em um único posto de Brasília, mais de 200 doses da vacina contra o HPV que vencem em setembro.

Segundo servidores do posto, será impossível aplicar essa quantidade uma vez que a procura é, em média, de dois adolescentes por dia.

Meninos com idade entre 11 e 15 anos e meninas dos 9 aos 15 anos devem ser vacinados contra o HPV.

 

Fonte: *Via G1/Clipping

COMENTÁRIOS