compartilhar

CRISE HÍDRICA: Volume útil dos reservatórios fica acima da meta da Curva de Acompanhamento para junho

O volume útil dos reservatórios do Descoberto e de Santa Maria ficou acima dos 46% previstos na Curva de Acompanhamento, criada pela Adasa (Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do DF) para monitorar a situação dos níveis dos mananciais a partir de parâmetros predefinidos, como vazão dos afluentes e captação de água pela Caesb (Companhia de Saneamento Ambiental do DF).

 

O volume útil do Descoberto fechou o mês de junho em 47,98%, quase dois pontos percentuais acima da meta.

O desempenho do nível de Santa Maria foi ainda melhor e ficou em 48,90%, quase três pontos percentuais a mais que o previsto.


A avaliação do cumprimento das metas mensais é feita com base nos níveis do reservatório, cuja alteração se dá em razão das entradas de água no reservatório; do consumo de água pela população e pelos agricultores; e da situação climática.

Esse monitoramento é realizado em reuniões semanais envolvendo Adasa, Caesb e Seagri (Secretaria de Agricultura e Desenvolvimento Rural do GDF), para análise dos dados e possíveis revisões e adoção de medidas para assegurar o cumprimento das metas. Para julho, a previsão para o Descoberto é de 36% e para o Santa Maria, de 40%.

É importante ressaltar que o período de seca na Grande Brasília vai até outubro e, caso a Curva de Acompanhamento se desvie das metas, medidas mais rigorosas serão tomadas com a finalidade de reduzir a demanda por água.

 

Portanto, é de fundamental importância a colaboração da população, que precisa conservar hábitos de uso racional da água, reduzir o consumo e evitar o desperdício.

 

COMENTÁRIOS