compartilhar

RECURSOS: Veto ao Fundo Constitucional levaria o GDF ao colapso, diz secretário da Fazenda

TCU ANALISA SE GDF PODE USAR RECURSO PARA PAGAR SERVIDORES INATIVOS

O Tribunal de Contas da União (TCU) analisa uma auditoria para verificar se o governo do Distrito Federal pode usar parte do Fundo Constitucional para pagar aposentados das áreas da saúde e da educação.

 

O secretário interino de Fazenda, Wilson de Paula, critica a análise e diz que se o GDF for impedido de usar esse recurso para pagar os servidores inativos poderá ocorrer um colapso financeiro na capital federal.


De Paula lembrou que a prática existe desde que o fundo foi criado há 14 anos. “Uma mudança que não leve em consideração esse histórico, certamente levará o DF a um colapso financeiro”, declarou o secretário durante uma audiência pública na Comissão de Fiscalização Financeira e Controle, da Câmara dos Deputados, que ocorreu nesta quinta (13).

O procurador da Procuradoria-Geral do DF (PGDF) Marcelo Fernandes, que também participava da reunião, destacou que não há razões para o veto do procedimento pelo TCU. “O servidor inativo foi um prestador de serviço e, por isso, a Procuradoria-Geral do DF tem defendido que os recursos do Fundo Constitucional possam custeá-los.”

SECRETÁRIO INTERINO DE FAZENDA, WILSON DE PAULA, DIZ QUE VETO A USO DO FUNDO CONSTITUCIONAL PODE LEVAR DF A COLAPSO FINANCEIRO

 

COMENTÁRIOS