compartilhar

AEDES AEGYPTI: Casos de dengue em residentes na Grande Brasília caíram 80 por cento, informa GDF

Até 15 de julho, houve 3.449 notificações prováveis da doença em moradores do

Brasília registrou 3.931 casos prováveis de dengue até a primeira quinzena de julho.

Das ocorrências identificadas pela Secretaria de Saúde, 3.449 eram de residentes do Distrito Federal e 482, de outras unidades da Federação.

No mesmo período do ano passado, foram computadas 19.219 notificações — 17.139 de moradores da Grande Brasilia e 2.080 do Entorno.

O número representa uma redução de 79,88% para os brasilienses em relação a 2016.

Os dados constam do Informativo Epidemiológico nº 28, divulgado nesta quinta-feira (20).


Até o momento, de acordo com o balanço, foram registrados nove casos graves e três mortes na capital federal em 2017. Em 2016, ocorreram 39 e 21, respectivamente.


Entre as cidades-satélites que mais apresentaram incidências da doença estão: Planaltina, Samambaia, Ceilândia, Gama, São Sebastião, Santa Maria, Taguatinga, Estrutural, Recanto das Emas e Guará.

Febre chikungunya e zika vírus

Ainda segundo o levantamento da Saúde, a febre chikungunya teve 127 casos prováveis. Desse total, 97 em pessoas que vivem no "quadrilátero" e 30, no Entorno.

O zika vírus atingiu 65 moradores em 2017 — 49 de Brasília e 16 de outras unidades federativas.

Acesse a íntegra do Informativo Epidemiológico de Dengue, Chikungunya e Zika nº 28.

 

COMENTÁRIOS