compartilhar

CRIME DO CONIC: MP-DF denuncia acusado de matar DJ em festa no centro da cidade por homicídio qualificado

Segundo MP, Lucas Albo de Oliveira agiu por motivo torpe, usou recurso que impossibilitou a defesa da vítima e expôs as pessoas ao perigo. Acusado foi preso após atirar contra jovem em festa.

O Ministério Público do Distrito Federal denunciou Lucas Albo de Oliveira, de 23 anos, por homicídio triplamente qualificado.

Ele é acusado de matar Yago Linhares Sik, após uma festa no Conic, em 2 de junho deste ano.

Segundo o MP, Lucas Albo agiu por motivo torpe, usou recurso que impossibilitou a defesa da vítima e expôs as pessoas ao perigo.

O rapaz também foi denunciado por portar arma de fogo sem autorização e por ter ameaçado e agredido a ex-namorada.

A decisão dos promotores reforça a versão apresentada por familiares à Polícia Civil.

Suspeito da morte do DJ Yago Sik, com rosto coberto, é encaminhado para prestar depoimento ao delegado  (Foto: Bianca Marinho/G1)

Yago Linhares Sik, que se apresentava como DJ em Brasília, foi baleado ao sair de uma festa no Conic. De acordo com a polícia, foram dois tiros, dados em frente ao Teatro Dulcina de Moraes. Parentes e amigos disseram que ele defendeu uma amiga da agressão do namoradoantes de ser assassinado.


Devido à denúncia da ex-namorada do suspeito de disparar os tiros, a Polícia Civil decretou a prisão preventiva. Segundo o delegado Rogério Henrique Oliveira, responsável pela investigação do caso, Lucas Albo confessou que o crime foi motivado por ciúme. O estudante de direito foi preso em casa em 5 de julho.


O jovem tem pelo menos seis passagens por porte de arma de fogo, disparo, porte de drogas e ameaça.

 

Fonte: *Via G1/Clipping

COMENTÁRIOS