compartilhar

NOS ARES DA CAPITAL FEDERAL: Pilotos de 29 países participam do Campeonato Mundial de Asa Delta em Brasília

Captada pela Secretaria Adjunta de Turismo, competição vai até 19 de agosto. Decolagens são feitas no Vale do Paranã, em Formosa

Brasília recebe, durante duas semanas, os melhores pilotos de voo livre do mundo. Eles participam do Campeonato Mundial de Asa Delta da Federação Aeronáutica Internacional (FAI).

A competição está na 21ª edição para os homens e na 14ª para as mulheres.

Captado pela Secretaria Adjunta de Turismo, o evento teve início em 6 de agosto e termina no dia 19, com participação de 142 pilotos de 29 países.

Enquanto Brasília e municípios vizinhos receberão as aterrissagens, Formosa, em Goiás, é palco das decolagens.


O público poderá acompanhar a chegada dos competidores, por volta das 15 horas, na Esplanada dos Ministérios, enquanto durar o campeonato.

O local exato das decolagens, no Vale do Paranã, a 92 quilômetros do Distrito Federal, é considerado ideal para esse tipo de competição por brasileiros e estrangeiros.


Além do clima seco, a região possui altitude adequada — cerca de mil metros — e correntes favoráveis de vento. A expectativa é que o campeonato tenha criado 200 empregos e que movimente R$ 2,4 milhões na economia local.

Para o secretário adjunto de Turismo, Jaime Recena, a competição combina com a vocação da cidade. “A vinda desses eventos ajuda a movimentar o cenário do turismo voltado para o esporte, além de oferecer uma opção de lazer para os brasilienses”, destaca.

As maiores delegações são as do Japão (13 pilotos), Brasil (12) e Estados Unidos (10).

Os demais países na disputa são: Alemanha, Argentina, Austrália, Áustria, Canadá, Chile, Colômbia, Equador, Espanha, França, Grã-Bretanha, Guatemala, Holanda, Hungria, Israel, Itália, Liechtenstein, México, Noruega, Nova Zelândia, Paraguai, Rússia, República Tcheca, Suécia, Suíça e Venezuela.

Brasília é um dos locais ideais para a prática desse esporte no País. A cidade é caracterizada por ventos predominantes do quadrante Leste, que, combinados com clima seco desta época do ano, proporcionam voos excepcionais de até cinco horas de duração.

As correntes térmicas são aproveitadas pelos pilotos para ganhar altura e realizar voos de até 170 quilômetros de distância, somente com as forças da natureza.

O favoritismo masculino é do atual campeão mundial, o italiano Christian Ciech, vencedor em 2015 no Valle de Bravo, no México.

Outros pilotos candidatos ao título são os atuais primeiros do Ranking FAI:

  • O australiano Jonny Durand, número 1 do mundo e vencedor do Pré-Mundial em 2016, disputado em Brasília
  • O brasileiro André Wolf
  • O austríaco Thomas Weissenberger

Entre as mulheres, as favoritas são a japonesa Yoko Isomoto, atual campeã mundial, e a alemã Corina Schwiegershausen, que ocupa a segunda posição no ranking femimino da FAI.

O Campeonato Mundial de Asa Delta é promovido pela Confederação Brasileira de Voo Livre e tem a Secretaria Adjunta de Turismo de Brasília como parceira.

Campeonato Pré-Mundial de Voo Livre

Até 19 de agosto

Decolagem da Rampa do Vale do Paranã, em Formosa (GO)

Aterrisagens em Brasília e cidades vizinhas

 

COMENTÁRIOS