compartilhar

PAPILOMA VÍRUS: Secretaria de Saúde amplia vacina contra HPV para público de até 26 anos

Imunização será oferecida por tempo determinado, a partir dessa terça-feira (22), seguindo orientação do Ministério da Saúde

A partir dessa terça-feira (22), homens e mulheres com idade entre 15 e 26 anos também poderão receber as doses de vacina contra o HPV.

 

A Secretaria de Saúde decidiu, nessa segunda-feira (21), aderir à orientação do Ministério da Saúde, com o objetivo de evitar o desperdício de vacinas que vencem em 4 de setembro.

No Distrito Federal, um total de seis mil doses estão nessa situação.

“A vacinação para o público desta faixa etária é até acabar esse estoque. Porém, todos os que receberem a primeira dose terão garantidas as outras duas doses, com intervalo de dois meses para a segunda e de seis meses para a terceira”, explica o subsecretário de Vigilância à Saúde, Marcos Quito.

 

Todas as salas de vacinação receberão este público, que deverá comparecer ao local com documento pessoal e cartão de vacina em mãos.

 "O HPV pode levar ao câncer, e a vacina evita que isso aconteça. Quanto mais jovem a pessoa receber a dose, mais eficácia ela terá"- Marcos Quito, subsecretário de Vigilância à Saúde


O público alvo da vacinação contra o HPV, que são meninas com idade entre 9 e 14 anos, e os meninos de 11 a 14 anos, continuarão recebendo a imunização, mesmo após acabarem as seis mil doses que estão prestes a vencer. “Além das seis mil doses, temos outras dez mil em estoque, com vencimento em 2019, e estamos sempre recebendo mais vacinas”, destaca Quito.


Ele frisa a importância dessa vacinação. “O HPV pode levar ao câncer. A vacina é uma importante ferramenta para evitar que isso aconteça. Por isso, os pais devem se conscientizar e levar os filhos para a imunização. Está comprovado que quanto mais jovem a pessoa receber as doses, mais eficácia ela terá”, diz.

 

RECOMENDAÇÃO  A decisão do Ministério da Saúde de ampliar o público da vacinação, por um período determinado, veio após reunião da Comissão Intergestores Tripartite (CIT), composta por representantes do governo federal, estados e municípios.

A iniciativa tem como objetivo evitar um possível desperdício de doses que permaneçam nos estoques dos municípios.

O Ministério da Saúde alega que, apesar de todas as campanhas de divulgação sobre a importância da vacina HPV, as coberturas vacinais continuam abaixo da meta preconizada de 80%. Por isso, Distrito Federal e alguns estados e municípios estão com desses prestes a vencer.

 

 

DADOS  No Distrito Federal, até abril deste ano – dados mais recentes –,  foram vacinados 8.578 meninos de 12 e 13 anos de idade, e 7.720 meninas de 9 a 15 anos. 

 

COMENTÁRIOS