compartilhar

DE VOLTA À SALA DE AULA: TCU pode determinar retorno de professores cedidos à Secretaria de Educação

INTENÇÃO É MITIGAR DÉFICIT DE DOIS MIL PROFESSORES NA REDE PÚBLICA DE ENSINO

O Tribunal de Contas da União (TCU) já determinou a volta de policiais civis, militares e bombeiros cedidos às suas funções originais.

Agora, o Tribunal mira os professores que estão fora das salas de aula.

Ao todo, 342 servidores da Secretaria de Educação do GDF estão cedidos para outros órgãos.

 

Atualmente, o déficit de professores na rede pública de ensino da capital é de dois mil funcionários.

 

O relator do processo, que deve ser pautado para a próxima semana, é o ministro Walton Alencar.

Apesar de não suprir a necessidade de servidores na Secretaria de Educação, a medida pode ajudar a mitigar o déficit na pasta.

Segurança

Na última quinta (17), o TCU determinou que servidores da Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros cedidos à outros órgãos retornem aos seus quadros funcionais em até 30 dias.

De acordo com estimativas do Tribunal, a medida fará com que cerca de 710 servidores retornem aos seus cargos de origem, aumentando o número do efetivo que trabalha nas ruas da capital. Quantidade representa aproximadamente 5% do pessoal da PM-DF.

 

Fonte: *Via Diário do Poder/Clipping

COMENTÁRIOS