compartilhar

MESMO CARA: Por gasolina a R$ 3,70, brasilienses ficam na fila por quase uma hora no centro de Taguá

O valor está bem mais em conta do que a média praticada pelos postos na Grande Brasília, de R$ 3,96 para pagamento à vista

Com o preço do litro da gasolina batendo a marca dos R$ 4 nas últimas duas semanas, o brasiliense tem ficado atento às promoções.

E, quando elas aparecem, os motoristas não se importam em ficar muito tempo na fila esperando a hora de encher o tanque e economizar uns bons trocados.

No centro de Taguatinga, o consumidor encontra o produto por R$ 3,69, pagando à vista.


O servente Botinho Pereira Alves, de 53 anos, estava indo de Samambaia ao Itapoã quando passou próximo ao posto e a placa da promoção chamou a atenção.

“O preço está muito atraente. Apesar de ter que esperar mais de 40 minutos na fila, eu resolvi parar. Com a gasolina cara do jeito que está, a gente não pode perder a oportunidade”, disse.


O preço baixo acirrou a concorrência e fez com que outros postos da região reduzissem o preço também. Em um deles, o litro está sendo comercializado por R$ 3,76 a prazo ou à vista.

Sócio-gerente da unidade, Ricardo Recch explicou à reportagem que os preços estão mudando quase que diariamente, em função da concorrência.

 

“Mesmo com a alta no preço, estamos conseguindo manter as promoções pela grande procura. Somente nesta semana, a gasolina já subiu duas vezes em percentuais menores, mas, mesmo assim, não repassamos os valores aos consumidores”, afirmou.

Variação
Tamanha variação no preço da gasolina tem sido uma realidade para o brasiliense. O Metropoles percorreu Plano Piloto, Lago Sul, Guará e Taguatinga para ver o comportamento das bombas.

Enquanto nos estabelecimentos  de Taguatinga o preço do combustível está mais em conta, outros na Asa Sul estão cobrando até R$ 3,89 por litro. Uma diferença de R$ 0,20. No Lago Sul, a média .

Na 104 Sul, a diferença chega a R$ 0,20

 

Fonte: *Via Metropole/Clipping

COMENTÁRIOS